Sociedade & Cidadania

Cardeal espanhol conta como entrou em prostíbulo para resgatar uma escrava sexual

"Entrei de batina, pedi uma cerveja e disse que não ia embora sem ela e seu passaporte"

Cardeal espanhol conta como entrou em prostíbulo para resgatar uma escrava sexual

Rome Reports - YouTube

A agência de televisão Rome Reports veiculou nesta quinta-feira uma entrevista com o recém-nomeado cardeal espanhol Carlos Osoro, arcebispo de Madri, na qual ele conta como resgatou, alguns anos atrás, uma mulher que estava sendo obrigada a se prostituir.

Na saída de um hospital, uma moça com sotaque latino-americano me viu de batina de bispo e me disse: ‘Padrecito, me atenda, por favor’. Ela me contou que estava trabalhando num clube noturno e que tinham retido o passaporte dela”.

O arcebispo respondeu:

Me diga o lugar. Eu apareço lá quando terminar o trabalho desta tarde e vou buscar você. Eu mesmo tiro você de lá”.

E lá foi ele, até o prostíbulo.

Fui vestido com a batina de bispo. Foi assim que eu entrei. No início houve um silêncio absoluto e imenso no local, que não era precisamente um lugar de oração, e perguntei pela moça”.

A jovem, disseram-lhe, estava trabalhando naquele momento. Então “pedi uma cerveja e esperei que ela descesse, num silêncio que era de gelo”. Algum tempo depois, “a moça desceu e eu pedi que me entregassem o passaporte dela”. O arcebispo precisou assegurar “que não faria nenhuma denúncia”, mas insistiu, prioritariamente, em “conseguir o passaporte dela. Depois de um tempo, eles me jogaram o passaporte”.

Até hoje, o recém-nomeado cardeal mantém comunicação por escrito com a mulher, que “vive uma vida sadia, uma vida de família extraordinária”.

Veja também:

Confira esta parte da entrevista com o cardeal Osoro, em espanhol, no vídeo da Rome Reports: