Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

O Batismo tem uma origem exclusivamente evangélica?

Aleteia Vaticano - publicado em 08/02/13

Este sacramento de iniciação cristã é atestado somente nos Evangelhos ou tem suas raízes também em tradições mais antigas?

Todas as culturas religiosas adotaram ritos através de abluções com água; também o judaísmo contemporâneo de Jesus seguia esta prática, que é atestada pelas cisternas e piscinas de Qumran, às margens do Mar Morto. Com o cristianismo, no entanto, este rito adquire um significado novo, como imersão purificadora do pecado e infusão do Espírito divino, a partir da qual surge uma nova vida transcendente.

O Batismo surge da Páscoa de Cristo.

"Hão de olhar para Aquele que trespassaram." Do lado trespassado de Jesus flui "sangue e água" (Jo 19, 34). Para os Padres da Igreja, estes elementos são símbolos do sacramento do Batismo e da Eucaristia. "O sangue e a água que manaram do lado aberto de Jesus crucificado são tipos do Batismo e da Eucaristia, sacramentos da vida nova: desde então, é possível 'nascer da água e do Espírito' para entrar no Reino de Deus (Jo 3, 5)" (CIC, 1225).

"Considera, quando fores batizado, de onde vem o Batismo, pois é da cruz de Cristo, da morte de Cristo" (Santo Ambrósio, "De Sacramentis", 2, 2, 6). Jesus ordenou aos seus discípulos: "Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo" (Mt 28, 19). O mais antigo ritual conhecido, aquele que, no início do século II, descreve a Tradição apostólica, afirma: "Batizem primeiro as crianças: aqueles que podem falar por si, que falem por aqueles que não podem falar por si mesmos; que falem os pais ou alguém da sua família".

"Na Antiga Aliança encontram-se várias prefigurações do Batismo: a água, fonte de vida e de morte; a arca de Noé, que salva por meio da água; a passagem do Mar Vermelho, que liberta Israel da escravidão do Egito; a travessia do Jordão, que introduz Israel na terra prometida, imagem da vida eterna" (Compêndio do CIC, 253).

A água, fonte de vida e de morte. "Desde o princípio do mundo, a água, esta criatura humilde e admirável, é a fonte da vida e da fecundidade. A Sagrada Escritura vê-a como 'incubada' pelo Espírito de Deus: 'Logo no princípio do mundo, o vosso Espírito pairava sobre as águas, para que já desde então concebessem o poder de santificar' (…) Se a água de nascente simboliza a vida, a água do maré um símbolo da morte. Por isso é que podia prefigurar o mistério da cruz. E por este simbolismo, o Batismo significa a comunhão com a morte de Cristo" (CIC, 1218, 1220).

A arca de Noé, que salva por meio da água. "A Igreja viu na arca de Noé uma prefiguração da salvação pelo Batismo. Com efeito, graças a ela, 'um pequeno grupo, ao todo oito pessoas, foram salvas pela água' (1 Pe 3, 20): 'Nas águas do dilúvio, destes-nos uma imagem do Baptismo, sacramento da vida nova, porque as águas significam ao mesmo tempo o fim do pecado e o princípio da santidade'" (CIC, 1219).

A passagem pelo Mar Vermelho, que liberta Israel da escravidão do Egito. "É sobretudo a travessia do Mar Vermelho, verdadeira libertação de Israel da escravidão do Egito, que anuncia a libertação operada pelo Batismo: 'Aos filhos de Abraão fizestes atravessar a pé enxuto o Mar Vermelho, para que esse povo, liberto da escravidão, fosse a imagem do povo santo dos batizados' (CIC, 1221).

A travessia do Jordão, que introduz Israel na terra prometida, imagem da vida eterna. "O Batismo é prefigurado na travessia do Jordão, graças à qual o povo de Deu- recebe o dom da terra prometida à descendência de Abraão, imagem da vida eterna. A promessa desta herança bem-aventurada cumpre-se na Nova Aliança" (CIC, 1222).

O Batismo de Jesus, quem se faz batizar por São João Batista no rio Jordão.

Tags:
BatismoSacramentos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia