Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 19 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

A agenda dos cardeais eleitores

apzjgcslexgp-l0kybpn9hdpwdh46umtfmotfriopbclel6fi0dhistjmert7-gi1z0rrxznphhfpnoyh3qy6dspx1sdhg.jpg

GABRIEL BOUYS

Chiara Santomiero - publicado em 12/03/13

Acordar cedo e rezar muito

Acordar cedo, se preparar e ir tomar um café da manhã entre 6h30 e 7h30: assim começa o dia dos cardeais eleitores no Vaticano.

Às 7h45, eles chegam à Capela Paulina, de ônibus ou a pé, partindo da Domus Sanctae Marthae (Casa Santa Marta), que fica dentro do Vaticano.

Às 8h15, na Capela Paulina, acontece a celebração da Eucaristia e, às 9h30, após a recitação da liturgia das horas, começam as votações na Capela Sistina.

Se nenhum candidato receber 77 votos os mais – dos 115 –, não se confirma eleição nessa determinada rodada de votações. Então os cardeais retornam para a Casa Santa Marta, onde almoçam às 13h. Após um descanso, eles voltam para a Capela Sistina às 16h.

Às 16h50 há uma nova rodada de votações, enquanto do lado de fora o mundo olha para a chaminé da Capela Sistina para descobrir se a Igreja Católica tem um novo líder.

A fumaça preta será o sinal para os cardeais tomarem o livro da Liturgia das Horas, junto a suas mesas, para recitar as Vésperas, às 19h15, na companhia da bela obra de arte de Michelangelo e de outros artistas do Renascimento italiano.

Às 19h30, eles regressam à Casa Santa Marta, onde é servido o jantar às 20h. Em seguida eles se recolhem para descansar.

Por quanto tempo será assim?

Isso depende dos cardeais chegarem a um consenso sobre o nome do novo pontífice.

Os Conclaves dos últimos 100 anos foram breves, durando entre 1 e 4 dias no máximo.

Antes da criação do Conclave, em 1274, vários papas foram eleitos em um tempo muito curto, até mesmo no dia da morte de seu antecessor.

Com o Conclave e suas normas, passou-se a esperar pelo menos 10 dias após a morte do pontífice – ou neste caso a renúncia – antes de iniciar a eleição.

O Conclave mais rápido da história foi em 1503, que levou à eleição de Júlio II, em poucas horas. Justamente o Papa que encarregou Michelangelo de decorar o teto da Capela Sistina.

Tags:
ConclavePapa
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia