Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 25 Fevereiro |
Beato Sebastião Aparício
home iconReligião
line break icon

Igreja Ortodoxa e Papa Francisco: continua diálogo rumo à unidade

Silvia Gattas - publicado em 27/03/13

Entrevista com o metropolita Gennadios

A esperança de que, com o Papa Francisco, o diálogo prossiga e se chegue à unidade visível entre todos os cristãos; a decisão de levar a cabo iniciativas comuns para a proteção do ambiente; o convite a Constantinopla (Turquia) para 30 de novembro de 2013: tudo isso no encontro entre o patriarca ecumênico Bartolomeu I e o Papa Francisco, por ocasião da audiência concedida pelo Pontífice aos representantes das igrejas e comunidades eclesiais e de outras religiões.

Apresentamos uma entrevista realizada com o metropolita Gennadios Zervos, arcebispo ortodoxo da Itália e Malta.

A presença de Bartolomeu I na Missa de inauguração do pontificado do Papa Francisco representa um gesto histórico importante. Que significado podemos atribuir a esta decisão?

Gennadios Zervos: É um gesto extraordinário, um acontecimento histórico que não ocorria desde o Cisma de 1054. A presença de Bartolomeu I na Missa de início do pontificado representa um sinal importante de continuidade no diálogo empreendido pelas duas igrejas para trilhar o mesmo caminho rumo à unidade dos cristãos, caminho que devemos e podemos percorrer juntos.

Do que Bartolomeu I e Francisco falaram?

Gennadios Zervos: O patriarca sublinhou o aspecto do ecumenismo, da unidade dos cristãos, do diálogo, da colaboração, mas também a atenção – como disse o Papa – pelos pobres e pequenos. Discutiram sobre iniciativas comuns para a defesa do meio ambiente, já que ambos demonstraram estar muito atentos a esta questão.

Que passos devem ser dados rumo à reconciliação definitiva com a Igreja de Roma e que gestos ecumênicos se esperam deste novo Papa?

Gennadios Zervos: A Comissão mista internacional para o diálogo teológico entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa já trabalha nesta direção e enfrenta diversas problemáticas. Nós, como bispos e arcebispos, colaboramos no campo prático, com os fiéis. Tudo depende do povo de Deus: devemos fazer o amor de Deus voltar por meio da reconciliação, do amor, da espiritualidade, entregando-nos à vontade de Deus pela vida da Igreja.

Que gestos ecumênicos se esperam do novo Papa?

Gennadios Zervos: Não podemos dizer o que nós esperamos do Papa Francisco; oramos para que Deus o ilumine, para que, durante o seu ministério, ele realize ações e sinais que possam ajudar na realização da vontade de Deus. Somos igrejas irmãs, e acho que as coisas não dependem só do Papa, mas também de nós, bispos e arcebispos, para que se recupere a paz, o diálogo e o amor, para obter a unidade entre os cristãos. Devemos trilhar o mesmo caminho. Do Papa esperamos sempre coisas novas – e isso já começou com a sua simplicidade, disponibilidade, amor, alegria. Coisas puras que nos fazem esperar fortemente que o Papa abra uma nova página, uma página histórica e de ouro, para obter uma única Igreja de Cristo.

O senhor acha que o reforço do diálogo entre Roma e Constantinopla poderia melhorar a relação também com a Igreja Ortodoxa Russa?

Gennadios Zervos: Claro que sim. Hoje, estava presente também a delegação da Igreja Ortodoxa Russa, com o metropolita Hilarion. Também eles esperam que o diálogo siga adiante sem dificuldades e problemas. Tenho certeza de que o Papa, com sua personalidade, impulsionará a abertura de um novo caminho, também para a Igreja Ortodoxa Russa.

Bartolomeu I convidou o Papa a visitar a Turquia?

Gennadios Zervos: Sim, convidou Francisco a viajar a Constantinopla no dia 30 de novembro, para a festa de Santo André, padroeiro da Igreja Ortodoxa. O Papa recebeu o convite com grande alegria. Oramos para que ele possa ir, pois ele acolheu o convite com profundo agradecimento.

Tags:
EcumenismoIgrejaPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Eucaristia
Reportagem local
Diocese afasta padre que convidou pastor para “concelebrar&...
2
Padre Paulo Ricardo
Nossos tempos são os últimos? A Irmã Lúcia responde
3
OPERA SINGER
Cerith Gardiner
Cantora de ópera faz apresentação incomum e homenageia Maria e as...
4
DOMINIKANIN, SZCZEPIONKA COVID
Jesús V. Picón
Padre desenvolve vacina contra Covid-19 para os pobres
5
SPANISH FLU
Philip Kosloski
Os poderosos conselhos do Padre Pio durante uma pandemia na Itáli...
6
FATHER RANIERO CANTALAMESSA
Vatican News
Cuidado com a hipocrisia: a pureza de coração é condição para ver...
7
NIEPOKALANE POCZĘCIE
Reportagem local
Nossa Senhora se ajoelha no Céu toda vez que rezamos esta oração
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia