Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

A meditação transcendental faz bem?

© SHUTTERSTOCK
Compartilhar

Esta prática leva à contemplação de si mesmo, afastando-nos de Deus e da solidariedade com os outros

A meditação transcendental (MT) propõe a redução do estresse e o desenvolvimento pleno do potencial físico e mental do indivíduo. Os adeptos a esta prática afirmam que é fácil aprender a técnica, bastando 15 minutos diários de meditação.
 
A cosmovisão espiritual da MT é basicamente hinduísta. A concepção de Deus é principalmente panteísta, ou seja, assim como no hinduísmo, Deus é visto como o próprio universo. A salvação consistiria em libertar-se das reencarnações: a pessoa alcança a salvação na MT quando se liberta da lei do carma e se torna capaz de entrar em união com a Inteligência Criativa, por meio da meditação e da recitação do mantra próprio.
 
Quanto à capacidade de reduzir o estresse, sabe-se que todo relaxamento produz uma redução na tensão arterial, que pode ser um dos fatores que causam o estresse. Portanto, tanto a recitação de um mantra como cantar uma música agradável, por exemplo, teriam o mesmo efeito.
 
Podemos afirmar que a MT é uma espécie de seita de inspiração hindu, apresentada como uma técnica psicoterapêutica; é o anúncio de uma nova era espiritual, que pretende "oferecer ao Ocidente enfermo as forças salvadoras da autorrealização por meio da meditação". Considerando seu conteúdo de espiritualidade, seu lado terapêutico – tão enfatizado – é incompatível e contraditório.
 
A Audiência Administrativa de Colônia (1980) levou o governo federal da Alemanha a afirmar que a MT é uma seita que pode prejudicar psicologicamente aqueles que a praticam. A explicação completa pode ser lida no site da AGPF (Aktion für Geistige und Psychische Freiheit).
 
Mas a MT é um culto ou uma simples técnica? Observou-se que, em alguns estados dos EUA, a prática é considerada como culto religioso (cf. Behind the TM facade).
                                                                                            
Para quem segue as crenças hinduístas ou neo-hinduístas, a alma seria uma faísca do Espírito Divino (Atman), desse todo universal do qual todos nós faríamos parte e do qual, por conseguinte, seríamos uma parte. Essa força ou energia solitária, sem criação, contemplaria a si mesma, assim como suas faíscas, ao contemplar-se, contemplariam o todo. Isso leva ao individualismo espiritual e a uma espécie de autorredenção, vista como autoconhecimento.
 
Alguns afirmam também que ela se apresenta como uma técnica psicoterapêutica; não obstante, em suas vastas linhas, não existe uma psicoterapia sem um psicoterapeuta, como tampouco uma corrente na qual se relacione a psicoterapia com crença religiosa – seja esta hindu, budista, cristã etc.
 
Então, qual é o perigo da prática da meditação transcendental?
 
Todas as técnicas de meditação precisam se purificar da presunção e da ostentação. A oração cristã não é um exercício de contemplação de si mesmo, de quietude ou esvaziamento de si, mas um diálogo de amor, que envolve uma atitude de conversão, um êxodo do "eu" do homem em direção ao "tu" de Deus; conduz a uma submissão cada vez mais completa à vontade de Deus, mediante a qual somos convidados a uma solidariedade profunda e autêntica com nossos irmãos.
 
Práticas como a MT criam uma atmosfera de fraqueza e vulnerabilidade psíquica. Quando o objeto do exercício consiste em reinventar a própria pessoa, apresenta-se realmente a pergunta sobre "quem sou eu". O "deus interior" e a união holística com o cosmos sublinham esta pergunta. As personalidades individuais isoladas seriam patológicas para a Nova Era (segundo sua particular psicologia transpessoal).
 
Mas o verdadeiro risco é o paradigma holístico. A Nova Era é um pensamento baseado em uma unidade totalitária e este é seu maior perigo.
 

Referências

http://www.mt.org.ar/

http://www.mt.org.ar/index.php?s=W082o0ly5njmhrkse5wetz$&l=es

Mather, George A – Nichols, Larry A. Diccionario de creencias, religiones, sectas y ocultismo, Ed Clie, Barcelona, 2003.

Guerra Gómez, Manuel, Diccionario enciclopédico de las sectas, Biblioteca de Autores Católicos, Madrid, 2001.

http://www.agpf.de/OVG-Muenster-5A1125-84.htm

http://www.behind-the-tm-facade.org/transcendental_meditation-religion.htm

¿Qué dice la Nueva Era sobre… 2.3.4.1. …la persona humana? CONSEJO PONTIFICIO DE LA CULTURA – CONSEJO PONTIFICIO PARA EL DIALOGO INTERRELIGIOSO – JESUCRISTO PORTADOR DEL AGUA DE LA VIDA – Una reflexión cristiana sobre la “Nueva Era”.

LA NUEVA ERA Y LA ESPIRITUALIDAD CRISTIANA – 3.1. La Nueva Era como espiritualidad. CONSEJO PONTIFICIO DE LA CULTURA – CONSEJO PONTIFICIO PARA EL DIALOGO INTERRELIGIOSO – JESUCRISTO PORTADOR DEL AGUA DE LA VIDA – Una reflexión cristiana sobre la “Nueva Era”.

 Mística cristiana y mística Nueva Era. CONSEJO PONTIFICIO DE LA CULTURA – CONSEJO PONTIFICIO PARA EL DIALOGO INTERRELIGIOSO – JESUCRISTO PORTADOR DEL AGUA DE LA VIDA – Una reflexión cristiana sobre la “Nueva Era”.

El ser humano: ¿existe un único ser universal o hay muchos individuos? CONSEJO PONTIFICIO DE LA CULTURA – CONSEJO PONTIFICIO PARA EL DIALOGO INTERRELIGIOSO – JESUCRISTO PORTADOR DEL AGUA DE LA VIDA – Una reflexión cristiana sobre la “Nueva Era”.

Tags:
nova era
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.