Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
home iconAtualidade
line break icon

O absurdo do mal e a bomba de Boston

@DR

Aleteia Vaticano - publicado em 17/04/13

“Insanidade racional”: uma trilha que segue a lógica da loucura, levando até mesmo a atentados e à violência estúpida

Há um personagem de C. S. Lewis chamado professor Weston. Weston é um homem comum que se tornou pura maldade através de sua fidelidade fanática a uma ideologia secular. Weston gosta de torturar animais inocentes e se envolve com um outro personagem em um debate sem fim, que parece ser lógico, mas desafia as características usuais da razão. Seus argumentos são circulares e suas conclusões não o levam apenas à loucura, mas também ao mal. Weston quer destruir simplesmente pela destruição. Um olhar ao personagem de Lewis mostra como as crenças equivocadas podem levar a uma alarmante "insanidade racional" e inclusive ao total absurdo do mal.

"Insanidade racional" é o meu termo para um tipo de obstinação que leva à loucura. Todos nós já nos deparamos com malucos que só conseguem ver o mundo através de um reduzido e particular conjunto de crenças e valores. Essa loucura não é o tipo de doença mental que pode ser diagnosticada e tratada. Em vez disso, é uma espécie de "insanidade racional".

Tomando os preceitos de uma determinada religião, ideologia ou teoria, a pessoa má age de acordo com certos comportamentos e crenças que são alinhados ao seu próprio sistema. Uma pessoa obstinadamente convencida de sua religião, teoria da conspiração ou ideologia pode acabar acreditando nas coisas mais ultrajantes e se comportar de forma absurda, como numa “insanidade racional”. Além disso, essa loucura pode (e muitas vezes vai) levá-la a planejar ações violentas e extremas.

Isso leva ao que eu chamo de "absurdo do mal". A pessoa que segue uma teoria, ideologia ou religião extremas atravessa as fronteiras para cometer atrocidades, como o episódio das bombas de Boston. Nós não sabemos quem planejou o ataque, mas sabemos que foi um ato intencional. Quem fez isso, provavelmente pensou que tinha alguma razão para fazê-lo. Ele tinha uma causa. Era devoto de alguma teoria, ideologia ou religião distorcidas.

Essa pessoa detonou uma bomba no meio de uma multidão, matando uma criança inocente, dois adultos, e mutilando e ferindo outras centenas. Ter feito tal coisa significa que o assassino tinha descido até essa forma de "insanidade racional". Ele caiu nessa forma de loucura que, do seu ponto de vista, tem coerência, mas que na verdade o conduziu ao poço escuro do absurdo do mal.

O que é assustador nessa “insanidade racional” é que nós vemos esse tipo de comportamento não apenas em ideologias políticas, econômicas ou teorias da conspiração, mas também dentro das fileiras de seguidores das religiões. A religião leva a essa insanidade racional e ao absurdo do mal quando as pessoas se permitem estabelecer cultos extremos.

Onde comportamentos e crenças estejam presentes em uma ideologia política ou um grupo religioso, e eles sejam absolutamente os mesmos, de uma forma gritante, fique alerta! Quando há uma forte, carismática e opressiva liderança, fique atento! Onde pessoas que sejam espiritual, emocional ou mentalmente vulneráveis ​​são encorajadas a assumir compromissos extremos, cuidado! Quando a chantagem emocional, a culpa e a manipulação estejam presentes, fique alerta! Quando a liderança é secreta, seletiva e suspeita, cuidado! Quando dissidentes são eliminados e fazer perguntas não é permitido, cuidado! Quando outras pessoas são demonizadas e não integrantes do grupo são vistos com desconfiança e medo, cuidado!

Se o responsável pelos ataques de Boston é membro de um grupo assim, ou é alguém que agiu sozinho seguindo uma ideologia em seu fim irracional insano, isso recorda que a violência estúpida é o ponto de chegada do absurdo do mal.

Pe. Dwight Longenecker é pároco da igreja de Nossa Senhora do Rosário, em em Greenville, Carolina do Sul. Encontre seus livros e visite seu blog em dwightlongenecker.com.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
MundoTerrorismo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia