Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Julho |
Santos Abdon e Sénen
home iconAtualidade
line break icon

A situação dos cristãos na Síria

David Medrano - publicado em 24/04/13

Patriarca de Damasco pede paz para um país que mais de 400 mil cristãos tiveram de abandonar devido ao conflito armado

Gregorios III Lahham, patriarca da Igreja greco-melquita da Síria lançou um apelo à paz e pediu a todos os líderes árabes, europeus e americanos que comecem um diálogo em busca de soluções para o conflito armado que, em dois anos, fez que milhares de pessoas deixassem o país.

"Precisamos urgentemente de uma solução. Eu me pergunto se não há outra maneira de falar ou agir, a não ser a guerra, as armas, a violência, o ódio e a vingança." O sofrimento do país supera todo limite, explicou o patriarca de Damasco em um comunicado dirigido à fundação católica Ajuda à Igreja que Sofre.

"Não há mais nenhum lugar seguro na Síria; ela se converteu em um campo de batalha." Cerca de 400 mil cristãos foram deslocados dentro do país ou fugiram para o exterior. Desde o início de 2011, mais de mil cristãos foram assassinados; inclusive, em alguns povoados, toda a população cristã foi eliminada.

Além disso, os extremistas destruíram ou danificaram mais de 40 igrejas e atingiram centenas de cristãos. Neste sentido, o patriarca considera que a violência ameaça o cristianismo de um país que havia proporcionado um refúgio aos fiéis cristãos procedentes do Líbano, do Iraque e de outros lugares.

Na última segunda-feira, os rebeldes sequestraram dois bispos sírios na província de Alepo, segundo a agência de notícias estatal SANA. São Yohanna Ibrahim e Paul Yazigi, das igrejas síria e grega ortodoxas, respectivamente. Trata-se dos líderes religiosos de mais alto cargo capturados desde que a guerra começou.

Os bispos foram sequestrados enquanto se dirigiam, de carro, a uma aldeia próxima da fronteira turca. Os rebeldes os obrigaram a sair do veículo e assassinaram o motorista, que era outro sacerdote. As últimas notícias confirmam que ambos foram libertados há algumas horas, sem danos graves.

O conflito da Síria parece não ter saída. Os extremistas, que pretendem derrocar o regime de Bashar al Asad, conseguiram dominar várias regiões do território, ainda que as forças tentam manter, cada vez com mais pressão, um firme controle sobre a capital, Damasco.

Tags:
CristãosGuerraMundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia