Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 21 Setembro |
home iconEstilo de vida
line break icon

Quem é o homem pós-moderno?

Marcelo López Cambronero - publicado em 08/05/13


.

Somos navios ancorados a um porto que está ardendo, mas quem se aventurará em um mar desconhecido, ignorando onde está situado o outro porto ao qual devemos chegar? Em nossa queda pelo precipício, agarramos o último ramo que nos restava, os últimos resíduos modernos, que são frágeis e quebradiços, mas quem se soltará, enquanto não vir sob seus pés terra firme e chão seguro?

A negação de uma grande ideia sempre deixa um grande buraco, mas também traz uma nova esperança. Talvez não tenhamos referências para começar o caminho, mas é verdade que sabemos muitas coisas. Sabemos explicar nossas ações sob o único prisma do interesse, pedra angular da economia moderna.

Descobrimos que as democracias representativas, suposto cume, ponto final do progresso histórico dos sistemas políticos, são estados de partidos nos quais as elites podem competir pelo poder em uma guerra que não é sanguinária, mas fria.

Vemos, com temor e tremor, que as declarações de direitos humanos, tão sérias e rigorosas, adquirem o tom interpretativo que sustenta a ideologia dominante, quando não estão simplesmente ao seu serviço.

Percebemos que os intelectuais modernos se parecem àqueles viajantes que chegaram às aldeias e perguntavam: “O que há para comer?”, pergunta à qual respondiam: “O que você trouxer!”; e, desta maneira, acabam descobrindo, em suas pesquisas, com sua suposta Razão sem preconceitos, justamente o que pensavam antes de começar.

Humanistas, filósofos, teólogos da ciência hostórico-crítica, inclusive cientistas, não fazem outra coisa a não ser brincar de encontrar em uma gaveta o que esconderam no dia anterior.

Mas estes desencantos, com toda a sua dor, nos permitiram entender que não temos essa Razão de indivíduos solitários, e sim outra, talvez menor, mais humilde, certamente finita, histórica, que requer a comunidade, que se educa em uma tradição, que precisa entender a si mesma e os seus pressupostos para ter um olhar equilibrado sobre a realidade.

Alasdair MacIntyre. Tras la virtud. Barcelona, Crítica, 2001.

Amartya Sen. “Los tontos racionales. Una crítica de los fundamentos conductistas de la teoría económica”:
http://wp.aleteia.org/wp-content/uploads/sites/5/2013/05/los20tontos20racionales.pdf

Gianni Vattimo y otros. En torno a la posmodernidad. Barcelona, Anthropos, 2003.

Jesús Ballesteros. Posmodernidad. Decadencia o resistencia. Madrid, Tecnos, 2003.

A Igreja está na vanguarda da pós-modernidade e nela amanhece uma nova época

O magistério de João Paulo II e de Bento XVI colocaram a Igreja na vanguarda da pós-modernidade. Quando Vitorio Messori disse que Bento XVI era “um Papa pós-moderno, e os modernos ainda não estão sabendo disso”, muitos arregalaram os olhos. Sua afirmação foi precisa e acertada.

Não é que os últimos papas, seguindo com habilidade indiscutível o caminho aberto pelo Concílio Vaticano II, nos mostraram que a razão é histórica, que a tradição age no seu interior, que a economia não é determinada pelo lucro, que a política não é somente luta de poder etc.

Dito de outra maneira, não é que eles, melhor que ninguém, nos mostraram os erros e monstruosidades do mundo moderno, seu mau uso da razão ou dos recursos, e ao mesmo tempo souberam destacar alguns dos melhores traços da modernidade (como a ecologia).

Não, não é só isso. Ambos os papas insistiram no fato central que pode escrever uma nova história: a comunhão que, para um cristão, nasce da centralidade de Cristo; mas que, para qualquer um, pode ser entendida como o desejo do ser humano de viver em um mundo não baseado no conflito, nas relações de interesse, no predomínio de uns sobre outros.

  • 1
  • 2
  • 3
Tags:
Sentido da vida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
3
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
4
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
HOLY COMMUNION
Reportagem local
A Santa Missa não pode ser trocada por orações pessoais: sem ela,...
7
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia