Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
Religião

O silêncio sobre Deus nos torna mais modernos?

Dom Atilano Rodríguez - publicado em 20/06/13

Muitos cristãos são incapazes de mostrar suas crenças com naturalidade

A constituição Gaudium et spes, do Concílio Vaticano II, afirma que "a razão mais sublime da dignidade do homem consiste na sua vocação à união com Deus. É desde o começo da sua existência que o homem é convidado a dialogar com Deus: pois, se existe, é só porque, criado por Deus por amor, é por Ele por amor constantemente conservado; nem pode viver plenamente segundo a verdade, se não reconhecer livremente esse amor e se entregar ao seu Criador" (GS 19)


São muitas as conclusões que poderíamos extrair deste ensinamento conciliar. Além de nos convidar a permanecer em atitude de escuta para poder responder aos constantes convites do Senhor, recorda que a nossa existência é a manifestação mais clara do seu amor incondicional a cada uma das suas criaturas. Portanto, a mais alta dignidade do ser humano consiste em viver a comunhão com Deus e com os seus ensinamentos.

Deus não deixa de atrair o ser humano para comunicar-lhe o seu amor, para oferecer-lhe a sua salvação e para mostrar-lhe o caminho da felicidade. No entanto, observamos que o ser humano, com frequência, prefere viver à margem de Deus, não tem interesse em escutar a sua Palavra e se comporta como se Ele realmente não existisse.


Esta despreocupação pelas coisas de Deus sempre será um obstáculo para que a pessoa, criada à sua imagem e semelhança, possa encontrar a verdade que busca incansavelmente e que só pode encontrar no Senhor.


Ao observar a realidade atual, podemos comprovar que, salvo em raras exceções, os responsáveis do governo das nações e os que ostentam algum tipo de responsabilidade na vida pública falam e agem esquecendo totalmente a existência de Deus.


Sem saber muito bem os motivos, também observamos que, na convivência social, impôs-se o costume de não falar de Deus. Às vezes, parece que este silêncio sobre Deus é um sinal de progresso ou uma condição necessária para estabelecer a convivência e as relações sociais e paz e liberdade.


Também podemos constatar com certa perplexidade que alguns católicos têm medo de confessar publicamente suas convicções religiosas, para não ser rotulados de "antiquados". Este medo de mostrar com naturalidade as próprias crenças demonstra uma profunda insegurança religiosa nos que escondem sua e pode provocar dúvidas em muitos cristãos de simples.


Diante da constatação desta realidade, todos nós poderíamos nos perguntar: pretendemos ser mais modernos silenciando Deus? Ao não contar com Deus na convivência diária, estamos tentando nos apropriar de um mundo que só pertence a Ele? Será que caímos no erro de pensar que as convicções religiosas devem ser relegadas ao âmbito privado e, portanto, não devem ser mostradas publicamente?


Se não quisermos chegar a um escurecimento da consciência moral, a uma degradação da liberdade e a um relativismo nos comportamentos sociais, é preciso superar o medo de nomear Deus e colocá-lo como fundamento da vida e das decisões pessoais.


Como nos recorda Santo Agostinho, ainda que pretendamos negar a existência de Deus, nosso coração estará inquieto enquanto não descansar nele, pois fomos criados por Ele e para Ele.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
DeusFelicidade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia