Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 26 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Segurança dos peregrinos tem atenção especial na Jornada

xbkqkkqilm5hk75mfjmr78rnvmv0_mflxfppikfhkwrizjh02fk6m17cnb4hq-6o_te5ji-flbixs-qsaoftwqbfu_md.jpg

P Deliss / Godong

JMJ Rio2013 - publicado em 20/06/13

Há um protocolo de segurança, com um passo a passo bem detalhado, com mais de 50 mil ações descritas

A organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Rio2013 está cada vez mais atenta à segurança dos peregrinos e da população em geral nos dias que envolvem a realização do evento. Um protocolo de segurança já foi criado para dividir as tarefas entre as forças de segurança. A Polícia Militar e a Guarda Municipal têm um papel mais próximo dos peregrinos.

O controle de abertura e fechamento de vias, segurança de pontos turísticos e passagem de grupos estará sob a responsabilidade da Polícia Militar. Ou seja, cabe ao órgão a estruturação do policiamento urbano, contando sempre com reforço de efetivo.

Da parte da Guarda Municipal, haverá dez módulos operacionais com prioridade para pontos turísticos e patrulhamento constante nos acessos ao metrô e estações de trem. Serão mais de 200 agentes divididos por esses módulos, com aumento da ronda escolar para zelo das escolas municipais (625 escolas) e para os eventos serão aproximadamente 1300 agentes com prioridade para Copacabana.

O exército também discutiu um acordo operacional de segurança para a JMJ Rio2013.

As demais forças policiais serão envolvidas de acordo com um protocolo de atividades, um manual que não permite improviso durante o evento, e protocolos de reação. Trata-se de um passo a passo bem detalhado, com mais de 50 mil ações descritas. O protocolo faz parte do planejamento da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge) do Ministério da Justiça, que juntamente com o Ministério da Defesa coordenam a segurança.

O planejamento detalhado para a segurança do evento foi elogiado pelo general Domenico Giani, comandante da Gendarmeria (Polícia do Vaticano). “Creio que não se terá nenhum problema de segurança nem com o Papa nem com as pessoas que lá estarão porque estamos estudando tudo nos mínimos detalhes, com todas as particularidades”, garantiu.

Tags:
JMJ
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia