Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 18 Abril |
São Galdino
home iconReligião
line break icon

JMJ: jovens se aproximam de crenças misteriosas em busca de respostas

Jaime Septién - publicado em 24/06/13

Os vazios que nós deixamos na atenção aos jovens são preenchidos por outras alternativas

O bispo de Querétaro (México), Dom Faustino Armendáriz Jiménez, participou ativamente dos trabalhos da V Assembleia Geral do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAN) em Aparecida (Brasil).

Primeiramente como bispo de Matamoros e depois como bispo de Qurétaro, ele se distingue pela promoção constante da Missão Continental, a missão permanente lançada por Aparecida e que nos torna uma Igreja alerta, com espírito jovem, aliada dos jovens, "sentinelas do amanhã", como chamou João Paulo II.

Entrevistado pela Aleteia-El Observador, Dom Jiménez reconhece os problemas pelos quais a juventude passa na América Latina e explica que "a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) pretende ser um concentrador de todos os esforços que a Igreja faz para atender a nossa juventude".

Por que o senhor acha que os jovens do nosso continente estão tendo experiências no esoterismo, na bruxaria e no satanismo?

Porque os vazios que nós deixamos na atenção aos jovens são preenchidos por outras alternativas. Daí o interesse por buscar os jovens com atitude missionária nas nossas igrejas particulares. Acho que eles procuram o "mistério" para encontrar respostas; é por isso que buscam estas alternativas.

É perigoso para os jovens o contato com o satanismo, as drogas e o sexo desenfreado?

Tudo aquilo que vai contra a dignidade da pessoa e das pessoas – neste caso, a autodestruição da pessoa – não é conveniente. Penso que são caminhos equivocados porque nós, a partir da fé, sabemos que o único caminho que traz a felicidade, e a felicidade verdadeira, é o encontro com Cristo.

O senhor acha que a JMJ é uma oportunidade para que os jovens se libertem destes perigos?

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) pretende ser um concentrador de todos os esforços que a Igreja faz para atender a nossa juventude. Acho que este ano, especialmente com a presença do Papa Francisco e com o tema que será tratado, o jovem poderá entender que crer em Jesus não é somente se exercitar em alguma religião, mas que ser cristão católico é ter um estilo de vida.

Por isso, o mandato que será usado como lema da JMJ é "Ide e fazei discípulos entre todas as nações". Isso é muito importante para todos nós, mas especialmente para envolver os jovens nestes processos. Eles são os melhores missionários quando Deus toca seu coração. E quando Deus toca seu coração, eles passam à ação de maneira generosa.

A JMJ do Rio de Janeiro será diferente das anteriores?

Bem, eu acho que são processos. A JMJ na América Latina é parte de um processo que veio sendo gerado de impulso da juventude no mundo. Desta vez, o tom fundamental da JMJ será lançar a juventude à missão, a colaborar na tarefa urgente que Cristo nos deixou, de maneira clara e contundente: "Ide e fazei discípulos". Não é qualquer coisa…

A JMJ será fonte de novas vocações?

Deus continua chamando! E continua chamando na medida em que os sacerdotes vão dando testemunho de felicidade ao abraçar esta vida; mas, certamente, estes eventos pontuais, como parte dos processos da nossa Igreja universal, geram, com a ajuda de Deus, jovens escolhidos que aceitam estar com Ele e ser enviados a pregar.

Qual seria a sua mensagem de preparação para a JMJ?

Antes de tudo, envio uma saudação à Aleteia, que nos dá esta oportunidade de poder nos relacionar com tantas pessoas, que, por sua vez, estão acompanhando seus conteúdos, sua programação.

E uma exortação aos jovens para que não tenham medo, para que vivam este encontro com Cristo. Vale a pena inserir-se neste itinerários do discipulado missionário. Os jovens são, repito, os melhores missionários.

Já fui com eles – com milhares de jovens simultaneamente – fazer missões de casa em casa, nas diferentes cidades em que tivemos a oportunidade de fazer isso. E esses jovens, ao terminar, são as pessoas mais satisfeitas, porque foram capazes de experimentar o amor de Deus compartilhando-o.

Tags:
JMJJuventudeMissionáriossatanismo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
3
Ordenação sacerdotal
Francisco Vêneto
Ex-testemunha de Jeová será ordenado padre católico aos 25 anos
4
Pe. Zezinho
Reportagem local
Não desprezem o templo nem posem de católicos avançados, alerta o...
5
MARY, CRUSH, SNAKE
Desde la Fe
10 poderosas armas para lutar contra o demônio
6
SPANISH FLU
Bret Thoman, OFS
Como o Padre Pio encarou a pandemia de gripe espanhola
7
Reportagem local
Hoje celebramos Santa Bernadette, a menina que viu Nossa Senhora ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia