Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 24 Julho |
home iconAtualidade
line break icon

Suprema Corte dos EUA não poderá modificar a antropologia do homem

Salvador Aragonés - publicado em 28/06/13

Reflexões diante da sentença DOMA sobre o casamento gay nos Estados Unidos

O reconhecimento da igualdade entre o casamento gay e o casamento formado pela união entre um homem e uma mulher, decidido esta semana pela Suprema Corte dos Estados Unidos, é uma notícia que afeta o fundamento da família no mundo inteiro, dada a importância e a difusão mundial da decisão americana.

A família (paternidade e maternidade) não pode ter como membros duas pessoas do mesmo sexo. A família é uma comunidade de amor aberta à procriação. As pessoas do mesmo sexo poderão se amar, mas nunca poderão procriar – daí que a paternidade e a maternidade nunca existirão neste contexto, do ponto de vista natural.

O problema, ou melhor, a miragem que está sendo criada no mundo é que, com base em leis positivas aprovadas pelos diversos parlamentos e por meio de sentenças, acabamos acreditando que modificaremos a antropologia humana, alterando a genética humana, a substância do amor e a própria procriação.

O século 21 mudou as leis da família, de maneira que qualquer união entre pessoas do mesmo sexo pode ser considerada "família", e qualquer família, e qualquer mulher pode destruir, apoiada na lei, o filho que carrega no corpo, abrindo horizontes às adolescentes, que podem agir sem autorização dos seus pais, comprando a pílula do dia seguinte.

Isso é considerado "triunfo da civilização", "progresso espetacular" no "reconhecimento dos direitos civis", e até as instituições de saúde pública disponibilizam cirurgias gratuitas de mudança de sexo às pessoas que desejam fazê-lo.

No caso da Espanha, como de muitos outros países, não foi a "Espanha Católica" que aprovou  as leis, mas um governo que tinha a obsessão de eliminar a religião da sociedade, com a imposição de um materialismo prático que facilitasse a existência de uma sociedade sem Deus, que ficaria cada vez mais isolado para aqueles cidadãos, reduto de outras épocas já superadas pela história.

Isso é como a aplicação nietzschiana da "morte de Deus": se Deus morreu, já resolvemos um enorme obstáculo para que o homem chegue à felicidade e à liberdade.

Mas o governo de Zapatero, como muitos outros, tão sectário nos temas religiosos (como é possível que tenha organizado uma "Aliança das Civilizações", ao mesmo tempo em que negava e lutava contra a civilização mais importante, a religiosa?), atolou-se no mau governo e no desastre das medidas econômicas adotadas, até o ponto de ser aconselhado a sair, se não quisesse ver a Espanha no nível em que hoje se encontra a Grécia.

Nem Zapatero – um triste presidente do governo espanhol – nem a Suprema Corte dos Estados Unidos conseguirão, por meio de leis ou outros dispositivos, mudar a constituição da família formada por um homem e por uma mulher.

A antropologia não depende de leis positivas, nem de mutações químicas, mas da lei natural, ou seja, da vontade de quem criou o homem e a mulher: Deus. Talvez construamos outra Torre de Babel, mas, assim como a primeira, o homem nunca chegará a desafiar Deus e acabará destruindo a si mesmo.

As leis não podem ser aplicadas somente sobre a base de uma situação de fato, como no caso da homossexualidade, que sempre existiu no mundo, mas devem servir o ser humano naquilo que o ser humano (homem e mulher) é em seu próprio ser, em sua própria missão e desenvolvimento no mundo.

Tags:
FamíliaMundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
Atriz Claudia Rodrigues
Reportagem local
Assessora pede orações por atriz Claudia Rodrigues: “está m...
6
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
7
Orfa Astorga
Até que idade é saudável morar na casa dos pais?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia