Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 18 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

A mão do Papa Francisco na encíclica “Lumen Fidei”

521mneabvb9fp5ahkrbnumbvhta3pnvbcg4687shpck4apws9p1hjlettpgvix2ne_b34k97amavzm10vpb6ntt_t-7t.png

Aleteia Vaticano - publicado em 08/07/13

A encíclica significa o encontro de duas humildades, segundo bispos de Alcalá

A mão do Papa Francisco é percebida em alguns aspectos da encíclica "Lumen Fidei", sobretudo no último capítulo, segundo o bispo da diocese espanhola de Alcalá de Henares, Dom Juan Antonio Reig Pla, em um comentário à nova carta, publicado em 6 de julho.

O primeiro aspecto no qual se percebe a caneta de Francisco é "dizer que a nossa maneira de expor a luz da tem de ser por meio de uma teologia narrativa e testemunhal, ou seja, não por meio de grandes conceitos ou centrada em razões especulativas, mas de maneira narrativa, percorrendo a história da salvação, e por meio do testemunho", comenta o bispo Reig.

Um segundo aspecto, continua, é que "a tem de chegar a todos; não pode ser guardada debaixo de uma vasilha nem ser escondida, mas tem de iluminar a construção da vida humana".

"É no último capítulo – afirma Dom Reig – que mais percebemos a mão do Papa Francisco. Nesta parte, fala-se de uma para construir a sociedade, para construir o bem comum, a família, a vida em sociedade, e a que conforta no sofrimento. Em suma, uma capaz de dar à pessoa tudo aquilo de que precisa para viver neste mundo."

Na opinião do prelado, a encíclica "Lumen Fidei" significa "não somente um gesto de continuidade do magistério de dois papas, mas o encontro de duas humildades: a de Bento XVI, que transmitiu o documento, e a do Papa Francisco, que o recebeu e o tornou seu".

Tags:
Papa Francisco
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia