Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

JMJ Rio2013: a Igreja está viva e é jovem

© David FUGÈRE / LUMIÈRE DU MONDE
Jóvenes en la JMJ de Toronto
Compartilhar

Um livro fala sobre os desafios enfrentados pela nova geração de católicos

O próximo encontro dos jovens católicos do mundo inteiro no Rio de Janeiro, para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio 2013), está despertando uma infinidade de produtos comunicativos, sobretudo latino-americanos, e mais concretamente brasileiros, que, por si mesmos, representam um triunfo para a Igreja Católica e para o país com o maior número de católicos do planeta.
 
É o caso do lançamento do livro intitulado "A Igreja é viva e jovem", escrito pelo professor Hermes Rodrigues Nery. Segundo informa a agência Gaudium Press, a obra de Nery será mostrada durante a Expocatólica, exposição realizada em São Paulo, que terá stands dirigidos às vocações da juventude missionária.
 
O livro é publicado pela editora Linotipo Digital e tem como subtítulo "Uma carta sobre a presença de Deus na história aos jovens do século 21". Na obra, os editores quiseram relacionar a JMJ e o Ano da Fé.
 
Para homenagear estes dois acontecimentos principais na vida da Igreja, o texto é uma mensagem de esperança, em sintonia com o motu proprio do Papa Bento XVI, "Porta Fidei": "descobrir novamente os conteúdos da fé professada, celebrada, rezada e vivida, e refletir sobre o próprio ato de crer como um compromisso que cada fiel deve assumir, sobretudo neste Ano".
 
Coordenador da Comissão Diocesana de Defesa da Vida e do Movimento Legislação e Vida da diocese de Taubaté, Nery comenta que seu livro busca questionar os jovens que vêm do mundo inteiro à JMJ sobre o que é viver e praticar a fé católica hoje em dia, quando os católicos (sobretudo os jovens) estão expostos a "forças hostis à fé cristã".
 
Entre os muitos desafios que se apresentam, destaca-se o de "como ser Igreja nesta sociedade cada vez mais descristianizada; daí a necessidade de dedicar-nos a compreender o significado de ser cristão, para que a Igreja seja não somente compreendida, mas amada", afirma Nery, ao apresentar à imprensa o livro que circulará durante a JMJ.
 
No prefácio da obra, encontra-se uma reflexão do bispo auxiliar da arquidiocese do Rio de Janeiro, Dom Antônio Dias Duarte, enquanto a apresentação é feita pelo bispo da diocese de Taubaté, Dom Carmo João Rhoden.
 
O bispo auxiliar do Rio de Janeiro afirma que, "nas páginas deste autor católico e grande defensor da vida e da família, tenho certeza de que apresenta aos jovens os valores cristãos e humanos não negociáveis que eles buscam e encontram no Mestre por excelência: Jesus de Nazaré".

Tags:
IgrejaJMJ