Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 25 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Peregrinos enfrentam tempo chuvoso no Brasil

8y1bfznuatuc4em9ugsyolmmjsadn2qdchutin0mzc0solasvlif69qcvc1tmquo9eml2qb1mhavs2xugkvfx5xal-wag.jpg

Aleteia Vaticano - publicado em 24/07/13

A frente fria que chegou ao país trouxe chuva para o Rio de Janeiro; segundo organização da JMJ, mesmo com tempo ruim, local da vigília está preparado

Uma grande frente fria avançou pelas regiões Sul e Sudeste do Brasil desde o fim de semana, derrubando as temperaturas e fazendo os peregrinos se agasalharem para, muitas vezes em meio à chuva, participar dos eventos da JMJ Rio2013.

O inverno tem sido atípico no Brasil este ano. Estava oscilando entre temperaturas mais altas do que a média e não raros dias de chuva, especialmente no Rio de Janeiro e em São Paulo, onde esta época do ano costuma ser mais seca. A chuva se intensificou, mas as temperaturas altas das semanas anteriores já ficaram para trás.

No Sul do Brasil foram registradas temperaturas negativas na madrugada de domingo para segunda-feira e – um evento raro – chegou a nevar. Uma massa de ar polar trouxe geada, chuva e muito frio especialmente ao Estado de Santa Catarina, onde nevou em 49 cidades. No Rio Grande do Sul nevou em duas cidades.

No Rio de Janeiro – cidade de clima tropical com temperatura geralmente amena no inverno, em torno de 20° a 25° –, os peregrinos têm enfrentado dias nublados e chuvosos, com temperatura chegando aos 12°.

Quem estava em Copacabana para a Missa de abertura da JMJ – 400 mil pessoas, segundo a Polícia Militar –, na noite dessa terça-feira, teve de se agasalhar e lançar mão do guarda-chuva ou da capa impermeável.

Uma das preocupações com o tempo chuvoso no Rio de Janeiro é o local da vigília dos jovens com o Papa e da missa de envio da JMJ, no sábado e no domingo. O Campus Fidei, como é chamado o terreno de 1,7 milhão de m2 na zona Oeste do Rio, receberá os jovens para pernoitar em sacos de dormir e ali viver os momentos mais intensos da JMJ.

As áreas principais do Campus Fidei estão recebendo cobertura de pedra e cascalho. A empresa encarregada de montar o local ampliou a drenagem, para evitar acúmulo de água. 

Em coletiva de imprensa nessa terça-feira, o arcebispo de São Paulo, cardeal Odilo Scherer, descartou a necessidade de alteração na programação da JMJ no Campus Fidei. “Espero que a mudança seja do céu nublado para o céu aberto, bonito e que não haja maiores problemas”, disse, expressando tranquilidade.

A previsão é de que a temperatura no Rio de Janeiro oscile entre 11° e 20° até sexta-feira, em meio ao frio e à chuva. A expectativa é que a situação melhore no sábado, quando se prevê sol e uma máxima de 24°. No domingo também se espera tempo bom.

Tags:
JMJMeio ambienteMundo
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia