Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 26 Fevereiro |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Porta-voz vaticano: mais importante que os números foi o testemunho

i6no89rw1ivz0ycbsgxpewb3edkcbdtxqzs5fv3bl7l1bnnopwiggcfoq_yfogjjrobehdoipz1eypqa7qzse0vxzyu.jpg

JMJ Rio2013 - publicado em 29/07/13

Número recorde de turistas no Rio de Janeiro – 2 milhões – e número recorde de pessoas em Copacabana – 3 milhões – são alguns dados impressionantes da JMJ

Na última coletiva de imprensa antes da partida da comitiva papal de volta a Roma, o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, padre Federico Lombardi, fez um breve balanço da Jornada Mundial da Juventude e da passagem do Papa Francisco ao Brasil.

O momento com os jornalistas aconteceu na tarde de domingo, 28, após a Missa de Envio da JMJ Rio2013, Ato Central que fecha a programação do evento.

Ao ser interrogado pelos jornalistas sobre um balanço preliminar do evento, a resposta foi além dos números de público, divulgados pelos órgãos públicos como recorde com mais de três milhões de pessoas.

“Isso não é tão importante. Vimos uma atmosfera positiva, apesar das condições climáticas, e os jovens que vieram ao Rio estavam tomados por um espírito de participação, de fé e de força interior. Não é sobre números, é sobre um testemunho público de fé e do Evangelho para as novas gerações”, declarou.

O porta-voz do Vaticano elogiou o Comitê Organizador Local (COL) pela capacidade de montar e oferecer, em tão curto espaço de tempo, parte da estrutura reservada ao Campus Fidei para Copacabana.

Para isso, citou o exemplo da organização da distribuição das hóstias para a Missa, feita em um esquema de tendas ao longo de toda a praia. Sobre os boatos em relação à saúde do Santo Padre pelo ritmo de atividades, foi assegurada a ótima forma do pontífice.

Casas em Guaratiba

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, se encontrou com o papa na manhã deste domingo, 28, para informá-lo sobre o projeto de construir casas para 20 mil pessoas no local do Campus Fidei, em Guaratiba, Zona Norte da cidade. 

“Transformar esse local, que deveria ser de encontro, em um lugar para a moradia de muitas pessoas é um bom projeto, que o papa apreciou muito”, afirmou padre Lombardi.

Ele também revelou outro detalhe do encontro com o prefeito, antes da missa da manhã deste domingo, 28. Quando o prefeito deu as chaves da cidade ao papa, dias atrás, disse ao Santo Padre que ele poderia fazer o que quisesse. O Santo Padre respondeu ao governante com a frase: “vê, eu estou fazendo o que quero!”.

Outra particularidade da missa desta manhã, 28, foi a família convidada para a ocasião do ofertório pelo próprio papa que conheceu a família em um evento anterior da JMJ. O casal tem uma pequena bebê anencéfala, cujo testemunho de defesa e amor a vida impressionou o Santo Padre. 

(Com JMJ Rio2013)

Tags:
JMJVaticano
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia