Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Religião

Ide por todo o mundo e fazei muita bagunça

Aleteia Vaticano - publicado em 30/07/13

No centro das comemorações da JMJ está Jesus Cristo, que continua presente em seu vigário, na sua Igreja e especialmente na Eucaristia

A última semana no Rio de Janeiro foi uma enorme, gloriosa e inesperada bagunça. Choveu durante a visita do Papa, mas o tempo úmido e frio só parecia estimular o entusiasmo e a determinação de todos. A comitiva ficou presa em um engarrafamento, mas isso só fez o Papa Francisco chegar a conhecer e tocar mais pessoas. O local escolhido para a grande Missa final virou um lamaçal, fazendo os organizadores transferir o evento para a praia.

A energia e imprevisibilidade do Papa surpreenderam seus assessores e causaram dor de cabeça aos seguranças, deixando sua comitiva esgotada. Se existe alguém que sabe combinar sua mensagem com sua vida e suas ações, este é o Papa Francisco, que fez uma bagunça e convidou os jovens católicos do mundo inteiro a fazer o mesmo.

O novo Papa não só escolheu o nome de Francisco, mas parece ter sido inspirado pela vida e pelo caráter do Pobrezinho de Assis. São Francisco era conhecido por viver a sua vocação com ações inesperadas, dramáticas e memoráveis.

O santo se despiu e deu tudo para o seu pai terreno, a fim de seguir o seu Pai celestial. Andou descalço na neve esperando ser recebido pelo Papa Inocêncio. Pregou a um lobo, às aves e ao sultão. Beijou leprosos e cantou hinos ao sol, à lua e às estrelas. Ele vivia o que pregava e pregava o que vivia.

E o Papa Francisco vive o que prega de forma consistente e constantemente profética. Todas as suas ações têm significados mais profundos. Quando visitou os pobres, os viciados e os prisioneiros, ele estava dizendo a todos nós: "Vocês também são pobres. Você também são viciados em falsos deuses. Vocês também estão em cativeiro, trancados na prisão do seu pecado e do seu egoísmo. No entanto, Cristo vem aonde vocês estão para libertá-los".

O testemunho profético do Papa Francisco poderia ser resumido em seu apelo alegre, que ecoa como uma versão subversiva do grande envio: "Ide por todo o mundo e fazei muita bagunça". Claro que o Santo Padre não está pregando o caos; ele não está convidando à dissidência e à revolução violenta.

Ele está sendo um pouco como Cristo, ao derrubar as mesas dos vendedores no templo. Ele está nos convidando a derrubar as mesas da ganância e do egoísmo. Ele está chamando ao arrependimento e a que voltemos para Deus, pois só então poderemos encorajar outros a seguir o nosso exemplo.

Ele também está chamando a atenção para esta verdade: "Uma pessoa que nunca fez uma bagunça nunca fez nada". Em outras palavras, a criação só pode vir do caos. Você tem que sair, assumir riscos e cometer erros, a fim de progredir.

Esta mensagem é especialmente vital para os jovens, mas é uma lembrança viva para todos nós, para não dependermos muito das velhas formas estabelecidas de "fazer Igreja", mas voltarmos a correr riscos, sair do nosso conjunto de caminhos e chegar ao mundo com a criatividade, a unidade, o entusiasmo e a alegria do Espírito Santo.

"Ide por todo o mundo e fazei muita bagunça!" É um lembrete de que o Evangelho nunca será uma boa nova, a menos que seja subversivo. E é aqui que a mensagem se torna perigosa, porque temos de ter certeza de que estamos subvertendo o que é, de fato, errado, e apoiando o que é realmente certo.

O Evangelho é subversivo diante do caminho que o mundo oferece. O caminho do mundo poderia ser resumido nos seis mortais "P": prosperidade, poder, política, prestígio, privilégio e prazer. O Evangelho é uma boa notícia quando desafia estes mortais seis "P".

Ao convidar a "fazer bagunça", Francisco não está pedindo uma revolução violenta ou a dissidência contra os ensinamentos da Igreja; ele está convidando os católicos a viverem vidas radicais de discipulado, que profeticamente desafiem as formas presunçosas do mundo – os caminhos oferecidos pela cultura da morte, em vez da cultura da vida abundante, prometida a nós por Cristo.

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
JMJJuventudePapa Francisco
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
SAINT JOSEPH SLEEPS
Philip Kosloski
Durma em paz com esta breve oração a São José
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia