Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Atualidade

Egito: violência e possível suspensão de ajudas internacionais

MAHMUD KHALED

Agência Brasil - publicado em 19/08/13

Países árabes ajudarão financeiramente o Egito, se EUA e Europa suspenderem repasses

Os países árabes estão prontos para ajudar o Egito em meio ao agravamento da crise no país, após a morte de 750 pessoas em três dias de confrontos entre manifestantes e forças policiais.

O chefe da diplomacia da Arábia Saudita, príncipe Saud Al Faisal, disse hoje (19) que os árabes estão dispostos a colaborar com os egípcios para compensar a suspensão da ajuda de países do Ocidente.

A declaração do príncipe ocorre às vésperas da reunião dos chanceleres dos 28 países da União Europeia para analisar uma possível suspensão da ajuda financeira ao Egito, em resposta ao aumento da violência e da repressão no país.

Nos Estados Unidos, vários senadores, incluindo o ex-candidato presidencial do Partido Republicano John McCain, pediram ao governo a interrupção da assistência militar anual de US$ 1,3 bilhão ao Egito.

Al Faisal criticou as posições dos países ocidentais. O governo da Arábia Saudita anunciou ajuda ao Egito no valor de US$ 5 bilhões de dólares, depois da destituição do poder de Mohamed Mursi, em 3 de julho. Os governos do Kuwait e dos Emirados Árabes Unidos, vizinhos e aliados da Arábia Saudita, também anunciaram apoio ao Egito. Ambos pretende repassar de US$ 3 bilhões a US$ 4 bilhões.

Diálogo

Os líderes dos 14 países que integram a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) condenaram a onda de violência no Egito e disseram estar preocupados com a destituição do poder do presidente Mohamed Mursi, em 3 de julho. Reunidos no último fim de semana no Malaui, os líderes reiteraram a necessidade de buscar “um processo de diálogo e reconciliação com vista à reposição da normalidade constitucional” no Egito.

A reunião ocorreu no Malaui, porque o país assumiu a presidência da organização. A ideia é promover uma espécie de mediação feita pela Comissão da União Africana e pelo Painel de Alto Nível da União Africana – formado pelos ex-presidentes do Mali Alpha Konare e do Bostwana Festus Mogae e pelo primeiro-ministro do Djibuti, Dileita Mhammed Dileita.

A presidenta da Comissão da União Africana, Nkosazana Dlamini Zuma, apelou às autoridades do Egito para que encerrem a violência. Os confrontos na semana passada envolvendo manifestantes e forças policiais provocaram cerca de 750 mortes no país.

Só hoje (19) pelo menos 24 policiais foram mortos durante ataque a dois carros da polícia na Península do Sinai. Dois políciais ficaram feridos em outro ataque, que ocorreu perto da cidade de Rafah, onde está instalado o posto para a Faixa de Gaza, no Norte do Sinai. Nas últimas semanas, a Península do Sinai virou foco de instabilidade e palco de ataques contra forças de segurança e gasodutos.

Nos últimos dois dias, os líderes de Angola, da África do Sul, de Botswana, da Zâmbia, do Zimbabwe, da Tanzânia, da República Democrática do Congo, de Moçambique, do Malaui, do Lesoto, da Ilhas Maurícias, das Ilhas Seychelles, da Namíbia, da Suazilândia analisaram várias questões que afetam a região.

(Com Agência Brasil)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
GuerraViagemViolência
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
SAINT JOSEPH SLEEPS
Philip Kosloski
Durma em paz com esta breve oração a São José
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia