Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Síria: Papa pede diálogo e negociação

© VINCENZO PINTO / AFP
Papa no Angelus de 18 de agosto de 2013
Compartilhar

A via do diálogo e da negociação, com o apoio da comunidade internacional, é a única opção para pôr fim ao conflito e à violência

O Papa Francisco se encontrou na manhã desta quinta-feira com o rei da Jordânia, Abdullah II, para falar sobre o Oriente Médio e a situação da Síria.

 

No encontro foi reafirmado que “a via do diálogo e da negociação entre todos os intervenientes na sociedade síria, com o apoio da comunidade internacional, é a única opção para pôr fim ao conflito e à violência que todos os dias causam a perda de vidas humanas, sobretudo entre a população indefesa”, afirma um comunicado da Sala de imprensa da Santa Sé (Agência Ecclesia, 29 de agosto).

 

O Papa Francisco e o rei Abdullah abordaram em seu encontro temas “de interesse comum”, em especial a promoção da paz e a estabilidade no Oriente Médio.

 

Angelus

 

No domingo, Francisco já tinha feito um apelo em favor da paz na Síria, diante do acirramento da situação de confronto civil no país, que poderia conduzir a uma guerra ainda maior.

 

“Com grande sofrimento e preocupação continuo acompanhando a situação na Síria. O aumento da violência em uma guerra entre irmãos, com o multiplicar dos massacres e atrocidades, que todos pudemos ver também nas terríveis imagens destes dias, leva-me mais uma vez a exortar para que cesse o barulho das armas. Não é o conflito que oferece perspectivas de esperança para resolver os problemas, mas é a capacidade de encontro e de diálogo.”

 

“Do fundo do meu coração, gostaria de manifestar a minha proximidade com a oração e a solidariedade a todas as vítimas deste conflito, a todos aqueles que sofrem, especialmente as crianças, e convidar a ter sempre viva a esperança de paz. Faço apelo à Comunidade Internacional para que se mostre mas sensível a esta trágica situação e coloque todo o seu empenho para ajudar a amada nação síria a encontrar uma solução a uma guerra que semeia destruição e morte”, disse o Papa (Canção Nova, 25 de agosto de 2013).

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.