Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Atualidade

Invasão da Síria: duas frentes internacionais em lados opostos

Agência Brasil - publicado em 30/08/13

França, aliada dos EUA, afirma que ataques podem começar na quarta-feira; Rússia não quer ação ação militar

O presidente francês, François Hollande, disse hoje (30) que os ataques militares à Síria podem ocorrer quarta-feira (4) e que a rejeição britânica a uma intervenção não vai alterar a posição de Paris. "A França quer uma ação firme contra o regime de Damasco", declarou Hollande, em entrevista ao jornal Le Monde, um dia depois de os deputados britânicos terem recusado uma intervenção militar na Síria.

Na quarta-feira, o Parlamento francês reúne-se, em sessão extraordinária, para um debate, sem votação, sobre a situação na Síria.

"Cada país é soberano para participar, ou não, de uma operação. Isso vale para o Reino Unido, como para a França", indicou Hollande, questionado sobre a possibilidade de intervir na Síria, sem o apoio de Londres. "Vou falar hoje com [o presidente norte-americano] Barack Obama", acrescentou.

Hollande, que é, a partir de agora, o principal aliado dos Estados Unidos após a decisão britânica, excluiu a possibilidade de qualquer intervenção antes da saída dos inspetores da Organização das Nações Unidas (ONU), que investigam na Síria os possíveis ataques com armas químicas.

A missão da ONU deve deixar o país neste sábado (31) e fazer de imediato um relatório oral ao secretário-geral da instituição, Ban Ki-moon.

Hollande disse não ser "favorável a uma intervenção internacional para 'libertar' a Síria ou derrubar o ditador". Acrescentou, no entanto, que "se deve travar um regime que comete atos irreparáveis contra a população".

Para ele, "uma série de indícios [aponta] no sentido da responsabilidade do regime" do presidente Bashar Al Assad, após a morte de centenas de pessoas, em 21 de agosto, nos arredores de Damasco, em ataques com armas químicas.

Outro lado

Já a Rússia continua a esforçar-se para não permitir uma ingerência militar na Síria, declarou hoje (30) Iúri Uchakov, assessor do governo russo para Assuntos Internacionais. "O país trabalha ativamente para evitar um cenário de força na Síria", disse Uchakov a jornalistas.

O assessor diplomático do presidente Wladimir Putin disse ainda não entender o que leva a comissão de peritos da Organização das Nações Unidas (ONU) a abandonar a Síria no sábado (31), tendo investigado apenas um episódio de emprego de armas químicas, quando a Rússia defende a ampliação da investigação a outros locais.

"Não compreendemos muito bem por que é que toda a equipe [de peritos da ONU] deve regressar a Haia, quando continua a haver muitas perguntas sobre o alegado emprego de armas químicas em regiões da Síria. Eles estudam apenas um episódio, o de 21 de agosto", acrescentou.

Uchakov recusou-se a fazer qualquer prognóstico sobre os prazos de um possível ataque à Síria. "Pessoalmente, não estou informado sobre os planos dos Estados Unidos, mas todos sabem o que paira no ar. Toda a imprensa cita declarações dos representantes oficiais americanos. Apresentam as coisas de forma que será possível uma ação de força. Não sei quando irá ocorrer", concluiu.

(Da agência pública de notícias de Portugal, Lusa. Publicado por Agência Brasil)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
GuerraMundo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
CHILE
Reportagem local
Duas igrejas são incendiadas durante protesto...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia