Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Quantos acreditam viver na luz mas estão nas trevas, diz Papa

© LUCA ZENNARO / POOL / AFP
Compartilhar

Francisco explica que a luz de Jesus é diferente da luz do mundo: em Jesus há paz e tranquilidade, já a luz do mundo é artificial

O Papa Francisco convidou os fiéis a buscarem a luz de Jesus ao invés da luz do mundo, pois assim se encontra a sabedoria e a paz, e não a artificialidade e o espetáculo.

 

O Papa falou isso na homilia da missa de hoje na Casa Santa Marta, que enfocava as seguintes palavras de Paulo: “vocês, irmãos, não estão nas trevas, vocês são todos filhos da luz”.

 

“Jesus veio justamente para nos salvar do pecado, a sua luz nos salva das trevas”. Mas “hoje se pensa que podemos receber a luz com tantas coisas científicas e coisas da humanidade”, afirmou o Papa, segundo informa a Rádio Vaticano.

 

“Mas a luz de Jesus é outra coisa. Não é uma luz da ignorância; é uma luz de sabedoria, diferente da luz do mundo. A luz do mundo é artificial, forte como um fogo de artifício, como um flash, mas a de Jesus é mais forte, embora branda: é uma luz tranquila, de paz, como a luz da noite de Natal, sem pretensões”. 

 

A luz de Jesus “dá paz”, “não faz espetáculo; é uma luz que vem do coração”. Todavia – advertiu, “às vezes, o diabo aparece disfarçado de anjo da luz: ele gosta de imitar Jesus e parecer bom, nos fala tranquilamente…”. Eis porque devemos pedir ao Senhor “a sabedoria para discernir quando é o Senhor que nos dá a luz e quando é o demônio, mascarado de anjo”. 

 

“Quanta gente acredita viver na luz e estão nas trevas, sem perceber? Como é a luz que Jesus nos oferece? Nós conhecemos a luz de Jesus, porque é humildade, não se impõe. É uma luz meiga, com a força da meiguice. É uma luz que fala ao coração, que oferece a Cruz”.

 

“Se, ao contrário, uma luz te faz sentir orgulhoso, te faz olhar aos outros por cima, a desprezar os outros, a ser soberbo, ela não é a luz de Jesus, é a luz do diabo, disfarçado de Jesus, de anjo da luz”.

 

O Papa Francisco convidou a ir atrás de Jesus sem medo, pois sua luz “é bela e faz muito bem”. “Sua palavra é humilde, meiga e cheia de amor; é uma palavra que nos acompanha nos momentos de Cruz”.

 

“Peçamos ao Senhor que nos dê hoje a graça de sua luz e nos ensine a distinguir quando a luz é sua ou quando é artificial, feita pelo inimigo para nos enganar”, encerrou o Papa. 

 

(Com informações da Rádio Vaticano)

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.