Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 21 Abril |
Santo Apolônio
home iconReligião
line break icon

Afeganistão: Parlamento pede execução dos convertidos ao cristianismo

Agência Fides - publicado em 10/09/13

A agência Fides relata a preocupante hostilidade com relação à liberdade religiosa no país

Um membro do Parlamento do Afeganistão sugeriu que as pessoas que se convertem do islã ao cristianismo sejam executadas, segundo a sharia (lei islâmica), para deter o rápido crescimento do cristianismo entre os cidadãos afegãos, no país e no exterior.

Segundo informações de fontes locais à agência Fides, o apelo do parlamentar muçulmano Nazir Ahmad Hanafi ocorreu após a publicação de um relatório que mostra o aumento dos cristãos no país. Hanafi disse à assembleia: "Os cidadãos afegãos continuam se convertendo ao cristianismo na Índia. Isso é uma ofensa à lei islâmica e, de acordo com o Corão, devem ser executados".

Anteriormente, outro membro do Parlamento afegão havia informado que, na Índia, onde há milhares de refugiados afegãos, formou-se uma comunidade cristã chamada "Igreja dos afegãos", à qual estão convidados todos os cidadãos de Cabul.

Segundo informações da agência Fides, no debate que houve na assembleia, outro membro do Parlamento, Abdul Latif Pedram, declarou que "as conversões ao cristianismo são resultado da presença dos Estados Unidos no Afeganistão".

Como conclusão, Abdul Rauf Ibrahimi, presidente do Parlamento, condenou todas as atividades de "proselitismo cristão" no país e ordenou ao Comitê Nacional de Segurança que acompanhe este assunto seriamente.

Os líderes islâmicos do Afeganistão consideram o crescimento do cristianismo como uma ameaça para o país, e alertaram o governo sobre a influência dos cristãos.

Nos últimos meses, o Conselho Islâmico do Afeganistão notificou com preocupação o presidente Karzai sobre a crescente presença de trabalhadores estrangeiros cristãos no país. Segundo fontes locais, alguns membros do Parlamento também se converteram secretamente ao cristianismo, apesar dos riscos que isso implica.

Tags:
CristãosCristianismoliberdade religiosaMuçulmanos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
Ordenação sacerdotal
Francisco Vêneto
Ex-testemunha de Jeová será ordenado padre católico aos 25 anos
3
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
4
BENEDICT XVI
Francisco Vêneto
Em nova e extensa biografia, Bento XVI desmascara o atual “...
5
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
6
Papa Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI faz 94 anos e é o primeiro Papa a atingir essa idade na...
7
ALTAR BOY,
Un cammino chiamato famiglia
Coroinha desmaia durante Via Sacra, mas a cru...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia