Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
Atualidade

ONU: solução armada é inadequada para conflito na Síria

Agência Brasil - publicado em 12/09/13

Os peritos da ONU acusam tanto as forças governamentais quanto os grupos armados da oposição de "crimes de guerra"

Os peritos da Organização das Nações Unidas (ONU) que estiveram na Síria para investigar violações aos direitos humanos advertiram ontem (11) que uma ação militar vai intensificar o sofrimento da população que permanece no país, afastando uma solução negociada para a guerra civil. A conclusão é da comissão que investiga os crimes na Síria.

Para a comissão, aqueles que fornecem armas às partes em confronto na guerra civil da Síria criam uma ilusão de vitória. "Não há solução militar", asseguram os peritos. Formada por juristas e liderada pelo brasileiro Sérgio Pinheiro, a comissão divulgou relatório relativo ao período de 15 de maio a 15 de julho.

No documento, os peritos da ONU acusam tanto as forças governamentais quanto os grupos armados da oposição de "crimes de guerra" e registram a "radicalização dos grupos rebeldes armados" à medida em que aumenta o número de combatentes estrangeiros no conflito.

O relatório adianta que os grupos radicais têm vantagem sobre as facções moderadas dos rebeldes, o que explica que grupos como o Al Nusra, Al Sham e o Estado Islâmico do Iraque tenham criado bases no Norte da Síria.

Os peritos informam também que os grupos armados curdos tornaram-se importantes atores do conflito e recrutam crianças como soldados. A divulgação do relatório ocorre às vésperas de uma reunião de autoridades dos Estados Unidos e Rússia, em Genebra (Suíça), para tentar uma solução negociada ao conflito que permita a destruição de armas químicas pela comunidade internacional.

Armas químicas

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, apelou para que não se “perca a chance” de garantir a paz na Síria ao negociar o plano de destruição das armas químicas existentes no país. Segundo ele, uma intervenção militar na região, como defendem os Estados Unidos com o apoio da França e do Reino Unido, pode levar a uma desestabilização ainda maior no Oriente Médio. A crise na Síria ocorre há dois anos e meio e já matou mais de 100 mil pessoas.

"Nós estamos fazendo esforços diplomáticos ativos para evitar a intervenção militar, o que levaria a uma maior desestabilização na Síria e em toda a região", disse ele. “Elogiamos a disposição dos sírios de colaborar com a nossa iniciativa de colocar armas químicas sob controle internacional para serem eliminadas e seguir a Convenção sobre a Proibição de Armas Químicas."

Lavrov se reúne em Genebra (Suíça), nesta quinta-feira (12), com o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, para discutir o assunto. Para o chanceler, o caminho é o da negociação política e diplomática. “Há uma chance de garantir a paz na Síria que não pode ser perdida”, ressaltou.

Lavrov defendeu a presença de peritos internacionais para executar o plano de destruição das armas químicas. "Esse trabalho deve envolver especialistas internacionais, da ONU [Organização das Nações Unidas] e da Convenção sobre a Proibição de Armas Químicas. Começamos as negociações substanciais com os EUA sobre essa questão ", disse Lavrov, durante palestra na Universidade da Eurásia.

(Agência Brasil)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
GuerraMundo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia