Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Qual sua fonte de informação quando o assunto é a Igreja?

6np0rhh-zdsxrtolzyuxjyxmkvn_scthgf_e_nb7uxgo9phbthceirkgp7esnwc7lpvg2wb27x2jiclp3-bsixhiahsp.jpg

??GIANCARLO GIULIANI/CPP

Aleteia Vaticano - publicado em 18/09/13

É preciso aprender a moderar as informações que chegam da mídia até nós, principalmente as que vão contra o que diz a Igreja

A mídia secular volta e meia escolhe um assunto tratar e deixar clara a sua posição diante de determinada situação. Para eles um assunto que sempre está em pauta para ser bombardeado é a Igreja Católica e sua tradição.

Em meio à cultura do imediatismo, a tradição da Igreja é sempre vista como algo ultrapassado. Deste modo, ela é quase sempre o foco das atenções dos grandes, e também dos pequenos, veículos de comunicação mundanos.

Se for traçada uma linha desde janeiro até hoje, vamos perceber o que sempre foi falado. Primeiro a renúncia de Bento XVI: enquanto ele dizia que seu pontificado teve “águas agitadas”, a imprensa secular afirmava que o Papa não aguentava os escândalos envolvendo o IOR (Banco do Vaticano) e a perda de fiéis. Após a eleição de Francisco, quantos elogios a imprensa fez ao novo pontífice. E, novamente, quantas críticas infundadas e comparações sem nexo os veículos seculares inventaram para tentar denegrir a imagem de Bento XVI.

Estamos em setembro. No próximo mês, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realiza a Semana Nacional da Vida (1 a 7 de outubro). Há poucos dias desse evento, um programa de determinada emissora, cujo nome não vou mencionar, levou ao ar o tema do aborto. A Igreja celebra e promove a vida, já a mídia secular, muitas vezes, promove, enaltece e busca propagar a cultura de morte. Para variar, ainda dizem que ao ser contra o aborto a Igreja está cometendo um crime.

É importante saber que há nos veículos de comunicação de massa uma grande capacidade de influenciar o pensamento, falar e agir da população. Sem muita dificuldade eles fazem as pessoas mudarem de opinião. Você já dever ter escutado alguém dizer que é contra alguma coisa e no outro dia, após essa pessoa ter assistido um jornal ou programa de TV, afirmar que agora é a favor. Aí vem a pergunta: o que tem o rádio, a TV, a internet de tão poderosos?

A resposta é complexa e infelizmente não sou apto para responder essa pergunta. Porém, um conselho cabe muito bem: é preciso aprender a moderar as informações que chegam da mídia até nós, principalmente as que vão contra o que diz a Igreja. Para assuntos católicos, busque os veículos católicos.

Tags:
Comunicaçãomidia
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia