Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 27 Outubro |
Aleteia logo
home iconEstilo de vida
line break icon

O diagnóstico pré-implantacional (DPI) já curou algum bebê?

Aleteia Vaticano - publicado em 24/09/13

Este tipo de diagnóstico nunca curou ninguém: ele é usado para reimplantar um embrião saudável selecionado e eliminar os embriões doentes

A mídia às vezes mostra notícias de crianças que nasceram sem uma doença "graças" ao diagnóstico pré-implantacional. Muitos acreditam que tais crianças foram curadas. Será?

Na verdade, não, pois o diagnóstico pré-implantacional (DPI) não cura ninguém. A explicação está no "Manual de bioética dos jovens", recebido por todos os inscritos na Jornada Mundial da Juventude Rio2013.

O bebê concebido por DPI nasce livre de uma doença que nunca teve. O DPI permite escolher embriões para reimplantar um embrião saudável e eliminar os que estão doentes.

O DPI é uma técnica de seleção de embriões utilizada pelos casais férteis preocupados com alguma doença genética. O objetivo é obter, após uma fecundação in vitro, o nascimento de uma criança não afetada pela doença ou que tenha uma característica genética desejada.

Um "bebê medicamento" é um bebê nascido após uma seleção DPI no contexto de uma fecundação in vitro, para curar seu irmão(a) mais velho(a) afetado por uma doença genética grave. É preciso conceber cerca de 100 embriões para obter um nascimento de um "bebê medicamento".

O "bebê medicamento" é resultado de uma técnica duplamente eugênica. Existem outros meios para tratar das patologias, que não têm os impedimentos éticos da dupla DPI.

O sofrimento dos pais diante da doença do seu filho é compreensível. Mas é ético criar um filho para salvar o outro? Quantos embriões é preciso conceber e eliminar para que um só nasça?

Ainda que receba muito amor dos seus pais, o "bebê medicamento" é considerado como um objeto, devido ao ato para o qual ele foi trazido à vida. Ele é escolhido por sua utilidade com relação a um doente.

Do ponto de vista ético, o DPI é uma técnica para a detecção precoce de doenças genéticas. Ele promove a eliminação das categorias de sujeitos (embriões) pelo seu código genético. Neste caso, podemos falar de eugenia.

Ao oferecer a pais não estéreis o recurso à fecundação in vitro para selecionar seus filhos por critérios genéticos, o DPI segue o transhumanismo (ou pós-humanismo), que defende a ideia de que a ciência e a tecnologia podem melhorar as características físicas e mentais do homem e reivindica o surgimento de uma nova espécie.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
SANDRA SABATTINI
Francisco Vêneto
Primeira noiva em processo de canonização na história foi beatifi...
2
EUCHARIST
Reportagem local
O que fazer se a hóstia cair no chão durante a Missa?
3
Transplante de rins
Francisco Vêneto
Transplante de rim de porco em humanos: a Igreja tem alguma objeç...
4
Pe. Jonas Magno de Oliveira e sua mãe
Francisco Vêneto
Mãe de padre brasileiro se torna freira na mesma família religios...
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco: “Tenho medo dos diabos educados”
6
As irmãs biológicas que se tornaram freiras no instituto Iesu Communio
Francisco Vêneto
As cinco irmãs biológicas que se tornaram freiras em apenas 2 ano...
7
Don José María Aicua Marín
Dolors Massot
Padre morre de ataque cardíaco enquanto celebrava funeral
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia