Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Atualidade

Síria: peritos da ONU regressam a Damasco

Antonio Milena/ABr

Damasco (Síria) - Vista aérea da capital síria. Mesquitas e antenas de televisão são os destaques.

Agência Brasil - publicado em 24/09/13

A ONU adiantou, há dois dias, que os peritos iam se deslocar até Damasco para negociar com as autoridades sírias os termos e as condições de uma missão

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia anunciou hoje (24) que os peritos da Organização das Nações Unidas (ONU) regressarão amanhã (25) à capital da Síria para continuar a investigação sobre o uso de armas químicas no país.

Serguei Riabkov declarou, no Parlamento, que o governo russo ficou “satisfeito” com o fato de os apelos que fez para que os peritos da ONU regressassem à Síria para investigar outros episódios de uso de armas químicas tivessem resultado.

A ONU adiantou, há dois dias, que os peritos iam se deslocar até Damasco para negociar com as autoridades sírias os termos e as condições de uma missão para investigar o uso de armas químicas no país.

Enquanto alguns países ocidentais e outros da região responsabilizam o regime de Bashar Al Assad pelo uso de armas químicas, tanto o governo de Damasco quanto a Rússia responsabilizam a oposição armada.

A Rússia entregou no dia 9 de julho na ONU os resultados de uma investigação que alega provar que a oposição síria usou agentes químicos num ataque lançado em março na província de Alepo.

“Os argumentos apresentados pelos Estados Unidos levantam grandes dúvidas, tanto de caráter técnico quanto do ponto de vista da lógica e da razão”, disse Riabkov numa sessão especial da Duma (Assembleia Federal da Rússia) sobre o conflito sírio.

O vice-ministro classificou igualmente de “precipitadas” as conclusões dos peritos da ONU depois da investigação realizada nos arredores de Damasco, alvo de bombardeamentos em 21 de agosto, e que apontavam para uma “alta probabilidade” de o ataque com armas químicas na zona ter sido realizado pelo regime de Assad.

(Agência Brasil)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
GuerraMundo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
SAINT JOSEPH SLEEPS
Philip Kosloski
Durma em paz com esta breve oração a São José
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia