Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Estilo de vida

Ideologia de gênero. Quem me dirá quem sou?

Public Domain

Élison Santos - publicado em 02/10/13

A diferença da estrutura sexual biológica não é relativa, ao contrário é um fato dado, uma marca inegável e segundo a qual a própria criança se depara desde seus primeiros olhares para seu próprio corpo

Não é de hoje que a vida dos filhos inquietam pais e mães em toda parte. A chegada de uma nova vida é marcante, conturbada e até mesmo desestabilizadora. Na era onde tudo deve estar sob o controle das mãos e ao alcance da visão, onde as planilhas financeiras devem dizer com precisão quantas curvas faremos no futuro, toda e qualquer possibilidade de surpresa parece não ser suportável, pois até a capacidade de admirar-se com o belo se vê aprisionada. O espírito humano, facultado pela força da auto transcendência, parece calar-se diante de ideologias que supõem equivocadamente defender a liberdade.

A ideologia de gênero, expressão utilizada para definir o caráter de neutralidade do gênero humano, ganha espaço na mídia e chega a muitos lares provocando dúvidas e inquietações para aqueles mais desavisados. Não é difícil encontrar mães e pais de família defendendo a forma com que alguns famosos educam seus filhos optando por não dizer-lhes se são meninos ou meninas. Algumas argumentações podem até parecer dignas de aplauso, como por exemplo, a primazia da liberdade de escolha onde os pais também se mostram neutros diante da realidade do filho para que não interfiram em sua opção no futuro.

Ao final das contas o que vemos é um movimento de neutralidade não do gênero, mas dos próprios pais. Muitos casais não querem ter filhos, custam caro, tomam o tempo e requerem atenção e trabalho, agora quando se dão ao trabalho de tê-los não querem se comprometer em ajudá-los a construir sua própria identidade. Até a simples referência de como um homem e uma mulher vivem está sendo furtada dos filhos. A liberdade tão exaltada e defendida para os filhos é dissipada quando não se oferece segurança diante das inegáveis diferenças que a vida lhes impõe. A diferença da estrutura sexual biológica não é relativa, ao contrário é um fato dado, uma marca inegável e segundo a qual a própria criança se depara desde seus primeiros olhares para seu próprio corpo.

A psicologia está repleta de argumentos sobre a importância da organização dos papeis parentais para o desenvolvimento saudável de um ser humano, contudo não são os argumentos teóricos e científicos que parecem fazer diferença no debate midiático que se faz sobre a tão falada ideologia de gênero, tudo se circunscreve sob as defesas ou ataques de questões preconceituosas.

Em uma sociedade onde o status ideológico parece pesar mais que a própria razão, renunciar às responsabilidades parentais aparenta o glamour de quem se coloca acima dos preconceitos sexuais de todos os tipos. Os que se colocam por detrás das mais diversas ideologias que visam esterilizar o comportamento sexual humano aprenderam que oferecer aplauso e status social é a melhor forma de conquistar adeptos para suas causas. Aos pais que se iludem no palco das ideologias cabe lembrar que há um palco ainda maior e mais importante cuja plateia não é tão numerosa e talvez nem tanto glamorosa, é ali onde a vida recobra sentido para o ser mãe e o ser pai, onde, ao longo de cada jornada se é capaz de olhar para o público e ver que ali sentados, na primeira fileira estão apenas os filhos, olhando atentamente, vibrando diante de cada ato, ansiosos por querer ser o quanto antes o mais parecido com seu pai e sua mãe!

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
AbortoFilhosgeneroIdeologia de GêneroVida
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia