Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O que é mística?

© Dennis van de Water/SHUTTERSTOCK
Compartilhar

Rahner afirma que o cristão de amanhã, ou será um místico, ou não será um cristão

O século XX trouxe novamente à luz o debate sobre a mística que gerou uma nova teologia mística, fundamentada sobre o princípio que a experiência mística é um fenômeno universal. Karl Rahner é um dos eminentes teólogos que elaborou uma sistematização teórica da nova teologia mística através da sua teologia transcendental. No campo da Teologia Mística Franciscana, é o teólogo coreano Ghye-Young Paolo Ko, frade da Ordem dos Frades Menores. Estes dois teólogos destacam a verdade que o ser humano, como um mistério, se orienta para o mistério divino a ponto de vir a ser, em sua identidade, o homo mysticus.

Rahner afirma que o cristão de amanhã, ou será um místico, ou não será um cristão. Que o século XXI será o século do Espírito ou não será século. Paolo Ko, como uma profecia teológica, resgata a atualidade da teologia cósmica-universal de Francisco de Assis e sua influência na nova teologia mística.

Mas vamos retomar a pergunta inicial deste ponto: O que é mística? O termo MÍSTICA, como substantivo, provém do adjetivo MISTIKÓS, derivados do verbo MÚEIN que quer dizer: fechar os olhos e a boca. Olhos fechados para enxergar somente o segredo, e a boca para não se revelar, a não ser no momento ou à pessoa certa.

Deste verbo grego MÚEIN deriva o substantivo MISTÉRIO, que designa, no sentido helenístico: o rito religioso secreto de iniciação que coloca em contato o ser humano com a divindade. Na Teologia Espiritual do Novo Testamento, o termo MISTÉRION é usado para elucidar a compreensão do mistério do Reino de Deus, a sabedoria escondida do Pai, a presença do Filho no mistério da Encarnação, o destino final da caminhada terrena e a relação mística entre Jesus Cristo e a Igreja. Na Vulgata, o termo é traduzido como MISTERIUM ou SACRAMENTUM. Nos primeiros séculos do cristianismo, a palavra não é apenas uma identidade lexical, mas realidade teológica.

(Blog do Frei Vitório)

Tags:
misticos
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.