Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Religião

Catedral de Mariana, 300 anos de evangelização

Geraldo Trindade

Catedral de Mariana

Geraldo Trindade - Pensar Paralelo - publicado em 07/10/13

Os 300 anos significam o grande desejo de perenemente, enquanto Igreja, sermos anunciadores de Cristo e das verdades do Evangelho

Neste ano de 2013, a arquidiocese de Mariana festeja os 300 anos de edificação de sua catedral metropolitana Nossa Senhora da Assunção. A celebração se dá pela importância, pois é uma das primeiras catedrais no interior do Brasil, fazendo com que a evangelização, que se iniciou no litoral do país, estendesse para o interior, atingindo uma maior extensão territorial e populacional.

A diocese de Mariana foi criada em 1745 pelo papa Bento XIV no dia 6 de dezembro de 1745 pela bula Candor lucis aeternae por Bento XIV, desmebrando-a da então diocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. A igreja escolhida para se tornar catedral da nova diocese foi a capela da beata Virgem Maria do Monte Carmelo. Depois com a elevação da capela à matriz, ela foi dedicada a Nossa Senhora da Conceição. A construção deste templo se deu na administração do governador Antônio Francisco de Albuquerque. Não se sabe, porém, a data específica da finalização da obra; mas o período de construção compreende os anos de 1713 a 1760, que é a data em que se acredita o término da construção como está atualmente.

Com a criação da nova diocese em território mineiro, foi elevada à categoria de cidade a vila e a catedral à matriz, agora dedicada a Nossa Senhora da Assunção. Essa mudança de padroeira remete a uma tradição luso-brasileira em que a maioria das matrizes era dedicada a Nossa Senhora da Conceição e as catedrais a Nossa Senhora da Assunção.

A catedral sofreu várias intervenções artísticas e arquitetônicas desde a posse do primeiro bispo, dom Frei Manoel da Cruz, como a colocação do forro, pintura interior, construção da capela do Santíssimo, assentamento do órgão Arp Schnitger em 1753 doado pelo rei Dom José I. Em 1º de maio de 1906 a diocese de Mariana é elevada à Arquidiocese e Sé Metropolitana pelo papa Pio X por meio da bula Sempiternan Humani Generis. Em 1961 a Catedral é elevada à categoria de Basílica menor. A construção da cripta, onde estão sepultados os restos mortais dos bispos e arcebispos marianenses se deu no ano de 1963 e neste mesmo ano foi sagrado o seu altar no dia 16 de julho.

A Sé Catedral de Mariana tem seu traçado arquitetônico externo bastante simples, o que contrasta com a exuberância de seu interior, marcado por um rico douramento e policromia. Possui uma nave central e duas laterais separadas pelas arcadas, provocando uma sensação de solidez. A leve inclinação das paredes da nave central dá a impressão de grandiosidade. As laterais são formadas por 10 altares de diferentes estilos e o caideral do cabido enfeitado com paisagens chinesas.

Outros destaques são o tapa-vento, na entrada, de Francisco Vieira Servas, a pia batismal em pedra, cuja tampa também foi esculpida por Servas e o painel representando o batismo de Cristo que tem como autor Manoel da Costa Athaide.

Além desses aspectos artísticos e arquitetônicos, a celebração dos 300 anos da catedral, que ocorrerá entre os dias 21 a 26 de outubro, contará com a presença do núncio apostólico no Brasil, Dom Giovanni d’Aniello no dia 24. A celebração quer marcar o grande passo dado neste período de tempo por meio do anúncio e da pregação do Evangelho no estado de Minas Gerais e em todo o Brasil. Por meio da presença da Igreja Católica, e neste caso especial pela edificação da catedral e criação da diocese de Mariana, pode-se levar adiante a evangelização de regiões antes desconhecidas ou pouco habitadas. Destarte, os 300 anos significam o grande desejo de perenemente, enquanto Igreja, sermos anunciadores de Cristo e das verdades do Evangelho, que continuam levando a força da Palavra de Deus aos corações desejosos do Caminho, da Verdade e da Vida, que é Jesus Cristo.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia