Aleteia

Papa Francisco: Deus ouve quem reza com coragem

© MASSIMILIANO MIGLIORATO/CPP
Compartilhar

Em homilia hoje, o Papa explicou que uma oração corajosa alcança aquilo que pede, mas o que de mais importante ela recebe é o próprio Senhor

O Papa Francisco afirmou hoje na homilia da missa na Casa Santa Marta que na oração o fiel deve se colocar com coragem diante de Deus, com confiança de que Ele nos ouça.

Francisco baseou sua homilia na parábola do amigo importuno, que obtém aquilo que deseja graças à insistência.

“Isso nos faz pensar na nossa oração: como nós rezamos? Rezamos assim, por hábito, piedosamente mas tranquilos, ou nos colocamos com coragem diante do Senhor para pedir a graça, para pedir aquilo pelo qual rezamos?”

Segundo o Papa, “uma oração que não seja corajosa não é uma verdadeira oração. A coragem de ter confiança de que o Senhor nos ouça, a coragem de bater à porta … O Senhor diz: ‘Quem pede, recebe; quem procura, encontra; e quem bate, a porta se abre’. É preciso pedir, procurar e bater”.

“Quando nós rezamos corajosamente o Senhor nos concede a graça, mas também Ele se dá a si mesmo na graça: o Espírito Santo, ou seja, si mesmo! Jamais o Senhor concede ou envia uma graça por correio: jamais! Ele a concede! Ele é a graça!”

O Papa explicou que uma oração corajosa alcança aquilo que pede, mas o que de mais importante ela recebe é o próprio Senhor.

“Não façamos a desfeita de receber a graça e não reconhecer Quem a dá: o Senhor. Que o Senhor nos dê a graça de doar-se a si mesmo, sempre, em toda graça. E que nós o reconheçamos, e que o louvemos como aqueles doentes curados do Evangelho. Porque naquela graça, encontramos o Senhor”, afirmou Francisco.

(Com informações da Rádio Vaticano

Boletim
Receba Aleteia todo dia