Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 23 Fevereiro |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Equador: presidente ameaça demitir-se em caso de legalização do aborto

Rafael Correa – pt

© JUAN CEVALLOS / AFP

Agência Fides - publicado em 16/10/13

Correa ameaçou se demitir se o seu partido, "Alianza País", continuar a pressionar para aprovar uma reforma que legalize o aborto

Dom Antonio Arregui, Arcebispo de Guayaquil e presidente da Conferência Episcopal Equatoriana (CEE), definiu como "muito corajosa" a posição do presidente do país, Rafael Correa, diante da questão de uma eventual legalização do aborto.

Correa, de fato, ameaçou se demitir se o seu partido, "Alianza País", continuar a pressionar para aprovar uma reforma que legalize a interrupção voluntária da gravidez.

Numa nota enviada a Fides, Dom Arregui se declara “impressionado com a coragem, com a qualidade com a qual o presidente falou. Penso que seja uma posição realmente notável”. Dom Arregui afirma também que a posição da Igreja sobre este tema já é conhecido: “Acreditamos que a vida humana é sagrada e que não possa ser eliminada”.

Rafael Correa, falando na TV, estigmatizou em especial os parlamentares do seu Partido que apoiam o projeto de lei para a descriminalização do aborto, prática que atualmente o Código Penal proíbe severamente. Segundo o que refere a imprensa local, Correa teria falado também de “verdadeira traição e grave deslealdade”, recordando de sempre ter dito com clareza ser contrário a qualquer forma de legalização do aborto. Correa se define “homem de esquerda, humanista e católico”.

(Agência Fides)

Tags:
AbortoGravidez
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia