Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Março |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa: a cobiça pelo dinheiro destrói as pessoas

Pope Francis sends money to poor lady – pt

© MASSIMILIANO MIGLIORATO/CPP

Vatican News - publicado em 21/10/13

“Não é o caminho da pobreza pela pobreza. É o caminho da pobreza como instrumento, para que Deus seja Deus, para que Ele seja o único Senhor”

O Papa Francisco fez um apelo contra a ambição desmedida pelo dinheiro, uma atitude que, segundo ele, destrói as pessoas, as famílias e, no final, não leva a lugar nenhum.

O Papa falava na homilia da missa de hoje, na Casa Santa Marta, discutindo a passagem evangélica em que um homem pede a Jesus que ajude a resolver uma questão de herança com o seu irmão.

Segundo Francisco, “isso é um problema de todos os dias. Quantas famílias destruídas vemos pelo problema do dinheiro: irmão contra irmão; pai contra filho…”

“E esta é a primeira consequência desse atitude de desejar dinheiro: destrói! Quando uma pessoa pensa no dinheiro, destrói a si mesma, destrói a família! O dinheiro destrói! É assim ou não? O dinheiro é necessário para levar avante coisas boas, projetos para desenvolver a humanidade, mas quando o coração só pensa nisso, destrói a pessoa.”

Francisco explicou que a cobiça e a ambição pelo dinheiro leva à idolatria, destrói a relação com os outros e chega a deixar as pessoas doentes.

Querer mais e mais dinheiro “é um instrumento da idolatria, porque vai na direção contrária àquela que Deus traçou para nós”.

“São Paulo nos diz que Jesus Cristo, que era rico, se fez pobre para nos enriquecer. Este é o caminho de Deus: a humildade, o abaixar-se para servir. Ao invés, a cupidez nos leva para a estrada contrária: leva um pobre homem a fazer-se Deus pela vaidade. É a idolatria!”

Segundo o Papa, Jesus deixou claro que “não devemos nos preocupar, pois o Senhor sabe do que precisamos, e nos convida ao abandono confiante no Pai”.

“O Senhor nos ensina qual é o caminho: não é o caminho da pobreza pela pobreza. Não! É o caminho da pobreza como instrumento, para que Deus seja Deus, para que Ele seja o único Senhor! Não o ídolo de ouro! E todos os bens que temos, o Senhor nos dá para que levemos avante o mundo, a humanidade, para ajudar os outros.”

“Que fique hoje no nosso coração a Palavra do Senhor: cuidado e mantenham distância de toda cupidez, porque mesmo que alguém viva na abundância, a sua vida não depende daquilo que possui”, disse o Papa.

(Com informações da Rádio Vaticano)

Tags:
DinheiroHomiliasPapa Francisco
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia