Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
home iconReligião
line break icon

É possível encontrar Deus na dor?

© CandyBox Images/SHUTTERSTOCK

LaFamilia.info - publicado em 31/10/13

Entenda por que o sofrimento não tem a última palavra

Para o ser humano, é muito difícil compreender a dor e o sofrimento. Infelizmente, quem acaba no banco dos acusados é Deus, mesmo sendo o Amor infinito, que sempre quer o melhor para os seus filhos. Todo ser humano precisa encontrar um sentido para a dor, que inevitavelmente chega. Para os cristãos, é mais fácil encontrar este significado.


Quem gosta de sofrer? Supostamente ninguém. Mas é verdade que a vida, em seu caminho rumo à felicidade, está repleta de tropeços inesperados, alguns deles determinados pelo nosso agir como outros, alheios à nossa vontade. Este percurso é mais leve se o Senhor acompanhar cada passo nosso, já que a fé pode tudo.


Nada mais apropriado ao tema que o pensamento do Papa João Paulo II sobre a dor humana, expressado na carta apostólica "Salvifici doloris":


“No fundo de cada sofrimento experimentado pelo homem, como também na base de todo o mundo dos sofrimentos, aparece inevitavelmente a pergunta: por quê? É uma pergunta acerca da causa, da razão e também acerca da finalidade (para quê?); trata-se sempre, afinal, de uma pergunta acerca do sentido. Esta não só acompanha o sofrimento humano, mas parece até determinar o seu conteúdo humano, o que faz com que o sofrimento seja propriamente sofrimento humano."


E acrescenta: "É bem sabido que, quando se calcorreia o terreno desta pergunta, se chega não só a múltiplas frustrações e conflitos nas relações do homem com Deus, mas sucede até chegar-se à própria negação de Deus.”


O escritor Jesús David Muñoz também fala sobre o tema:


"É normal que nos façamos esta pergunta: por que Deus não eliminou o sofrimento do mundo? Por que deixou algo que nos incomoda tanto? No entanto, esta postura da criatura que julga o Criador não é nada justa. Dizer a Deus o que Ele deve ou não fazer parece até brincadeira, mas é muitas vezes a maneira como reagimos."


E completa: "Nossa atitude diante da dor não deve ser a de julgar Deus e dar-lhe conselhos sobre como ser Deus, e sim a de buscar encontrar o que Ele quer nos ensinar, as lições que Ele quer que tiremos. É possível extrair tanto bem das situações adversas e dos sofrimentos!"


O sofrimento em si mesmo não pode ser definido como algo bom, pois é difícil gostar de algo que causa tormento. No entanto, o que faz a diferença é a atitude do ser humano diante da dor, a maneira como ele a aproveita, a aprendizagem e as descobertas que se apresentam por meio dela; em suma, a dor é alimento espiritual por meio do amor de Deus.


Um exemplo disso foi a Madre Teresa: ela "não se sentou para contar quantos pobres havia na Índia e lamentar-se diante desta triste situação. Não. Ela começou a trabalhar e aprendeu a amar. (…) Diante da realidade da dor, podemos viver amargurados, negando ou odiando Deus pela vida inteira, ou podemos transformar o sofrimento em uma oportunidade de exercitar o amor".


"Deus é bom, mas isso não significa que não exista sofrimento ou dor. Deus é tão bom, que inclusive pode tirar do mal um bem maior. Sim, inclusive da dor mais atroz, Deus pode tirar algo melhor. É questão de estar atentos para descobrir isso."

(Fontes: "¿Un tesoro escondido en el sufrimiento?", de Jesús David Muñoz L.C., em "Virtudes y Valores", Catholic.net; Carta apostólica "Salvifici Doloris", de João Paulo II, 1984.)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
DeusSofrimento
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia