Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Outubro |
São Colmano
home iconAtualidade
line break icon

Jovem católica que encenaria Julieta recusa ficar seminua e perde papel

Matt Northam

Casa de Julieta, em Verona

Fr. Thiago Pereira, SCJ - Reparatoris - publicado em 05/11/13

Seria Julieta no musical que já vendeu 6 milhões de discos em um mês, mas deveria aparecer seminua: disse não

No último dia 17 de outubro chegou ao Grande Teatro de Roma o musical “Romeu e Julieta: ama e muda o mundo”. Este musical foi considerado pela produtora, o canal de TV italiano, RAI, o musical do ano. Sob a direção de David Zard e com música de Gérard Presgurvic e regência de Giuliano Peparini, a obra já vendeu mais de seis milhões de discos pelo mundo e, além disso, cerca de duas milhões de pessoas já assistiram o espetáculo que tem-se dirigido a mais vinte países.

A musicista é chamada para fazer o papel de sua vida

Quando a produtora deu início à formação do elenco da famosa tragédia de Shakespeare, foi selecionada, como protagonista – no papel de Julieta – a jovem de dezoito anos, Maria Luce Gamboni, que, além de ser uma bela menina, tem uma voz lindíssima.

Maria Luce, desde criança, participa de vários concursos musicais na Itália e é ganhadora de vários prêmios. Além do mais, cursa o último ano no Liceo Clasico Mamiani de Pesaro, sua cidade natal, e o sétimo ano de piano no Conservatorio Rossini. Quando ficou sabendo que havia passado na prova pra ser Julieta largou tudo e mudou-se para Roma.

O papel que exigiu decisão

Maria deu início aos cansativos ensaios de dez horas por dia, mas feliz por fazer aquilo que gosta e, ainda mais, como protagonista de um espetáculo tão bem produzido. Entretanto, certo dia o diretor da obra disse que no segundo ato, isto é, na noite de núpcias, deveria aparecer em público seminua, com uma roupa transparente e, depois, entregar-se a Romeu. Maria Luce não concordou, já que o contrato não falava nada sobre isso. Mas, o diretor deixou passar, esperançoso de que Maria mudaria de ideia.

Dois meses se passaram e, uma semana antes da estreia, a direção do espetáculo exigiu que Maria fizesse a cena do segundo ato conforme o roteiro, caso contrário, deveria abandonar o espetáculo. A resposta de Maria foi certeira: “não farei a cena!”. Cancelou a reserva no hotel de Verona, onde seria a estreia do musical, no dia 02 de outubro, e voltou para a casa.

"Preferi meu pudor antes que o dinheiro e sonhos"

Ao chegar em Pesaro escreveu uma carta a seus colegas, explicando sua decisão – que foi divulgada por L’Avvenire – na qual dizia: “Senti-me como um objeto nas mãos de quem queria utilizar-se de mim e de minha feminidade para seu próprio êxito. Fracassei no sentido de que não obtive aquilo que queria, mas triunfei diante de mim mesma porque preferi meu pudor antes que o dinheiro ou que meus sonhos”.

Giulia Riccardi, responsável pela promoção do musical, numa nota de imprensa, afirmou sobre a jovem: “Tem uma belíssima voz e uma personalidade que deslumbra, mas compreendemos sua decisão. Abandonou a produção que poderia levá-la a uma exposição importante e quem sabe demonstrou mais valor assim do que se tivesse subido no cenário com uma roupa transparente”.

A jovem católica que tomou uma decisão de fé

Ao contrário do que alguns possam pensar, a recusa de Maria Luce não se deu por um medo natural de expor sua intimidade, mas foi um ato de fé, como afirmou a Leggo: “Sou muito crente e, portanto, tenho muitíssimo respeito pelo corpo da mulher, e não gosto da maneira que é utilizado na sociedade atual. Muitas mulheres se deixam manipular porque é o único caminho para o êxito, mas isso me parece insuportável e me oponho a ele”. E, acrescenta: “Tenho valores que me impõem limites e quero que esses limites sejam respeitados”.

Maria, quando chegou a Pesaro, encontrou-se com alguns padres que mostraram-se orgulhosos dela, e “pela noite, já em casa, chorei de felicidade porque fiz aquilo que acreditava que deveria fazer”. 

(Reparatoris)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Mulher
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia