Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Atualidade

A "estratégia Francisco": construir a paz e acabar com a indiferença

© ServizioFotograficoO R / CPP

Jesús Colina - publicado em 18/11/13

O Papa Francisco escreve o prólogo de um livro do cardeal Bertone sobre a diplomacia vaticana

O Papa Francisco não se enquadra exatamente no modelo tradicional de diplomático. Ele costuma ser direto e "dar nome aos bois" sem hesitar. Porém, também tem uma visão clara sobre a ação diplomática internacional da Santa Sé. Para o Papa, o verdadeiro desafio da humanidade consiste na construção de uma paz e de um desenvolvimento que não excluam ninguém.


No prólogo do novo livro do cardeal Bertone, que até pouco tempo atrás era seu secretário de Estado, o Papa Francisco escreve que o desafio da diplomaciavaticana é "fazer renascer a dimensão moral nas relações internacionais".


O Pontífice expôs, pela primeira vez, sua visão sobre a estratégia que ele quer para a política exterior da Santa Sé, em um texto publicado como prefácio do livro do cardeal Bertone, que foi apresentado na semana passada, com o título "A diplomacia pontifícia em um mundo globalizado" (Livraria Editora Vaticana).


Um dos grandes temas abordados pelo Papa Francisco é como enfrentar a crise global que estamos vivendo, que deveria nos obrigar a "eliminar tantas barreiras que substituíram as fronteiras: desigualdades, corrida armamentista, subdesenvolvimento, violação dos direitos fundamentais, discriminações, impedimentos de participação na vida social, cultural, religiosa".


O Pontífice esclarece que nosso futuro não poderá somente falar a linguagem da paz e do desenvolvimento, mas, além disso, deverá ser capaz, "nos fatos, de incluir todos, evitando que alguns sejam marginalizados".


Neste contexto, o Papa afirma que a diplomacia "é um serviço, não uma atividade sequestrada pelos interesses particulares – cuja amarga consequência são guerras, conflitos internos ou diferentes formas de violência. Não é tampouco um instrumento ao serviço de poucas pessoas que excluem as maiorias, gerando pobreza e marginalização, tolerando todo tipo de corrupção, produzindo privilégios e injustiças".


"A crise profunda de convicções, de valores, de ideias – sublinha o Santo Padre – oferece à atividade diplomática uma nova abertura, que, ao mesmo tempo, é um desafio: o desafio de contribuir para realizar entre os diferentes povos novas relações, verdadeiramente justas e solidárias, de maneira que toda nação e todas as pessoas sejam respeitadas em sua identidade, dignidade, promovidas em sua liberdade".


"Diante desta globalização negativa, que é paralisante, a diplomacia está chamada a empreender uma tarefa de reconstrução, redescobrindo uma dimensão profética, determinando o que podemos chamar de utopia do bem e, se for necessário, reivindicando-a", continua.


"Por meio da ação diplomática, a verdadeira utopia do bem, que não é uma ideologia, nem mera filantropia, pode expressar e consolidar essa fraternidade presente nas raízes da família humana e, a partir daí, está chamada a crescer, a expandir-se para dar seus frutos."

Rejeição da indiferença


É preciso destruir a "lógica do individualismo", afirma o Papa. Neste sentido, prossegue, "a perspectiva cristã sabe valorizar tanto o que é autenticamente humano como o que surge da liberdade da pessoa, da sua abertura ao novo, em suma, do seu espírito, que une a dimensão humana à dimensão transcendente".


"Esta é uma das contribuições que a diplomacia pontifícia oferece a toda a humanidade, empenhando-se em fazer renascer a dimensão moral nas relações internacionais, permitindo à família humana que viva e se desenvolva unida, sem que as pessoas se tornem inimigas umas das outras."


O Papa lança um verdadeiro manifesto de "rejeição à indiferença e à visão de uma cooperação internacional fruto do egoísmo utilitarista". Segundo ele, "os conflitos não serão eliminados e não situaremos os direitos da pessoa da maneira adequada fazendo prevalecer a razão de Estado e o individualismo. O direito mais importante de um povo e de uma pessoa não consiste em impedir que realizem as próprias aspirações, mas em realizá-las efetiva e integramente. Não basta evitar a injustiça, se não se promove a justiça".


Falando do motivo pelo qual a Santa Sé se compromete no âmbito internacional, com seu serviço diplomático, ele esclarece citando São Paulo: "Longe de mim gloriar-me senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo".


(Artigo publicado originalmente por "Alfa e Omega")

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Papa FranciscoPazVaticano
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia