Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 28 Janeiro |
São Tomás de Aquino
home iconEstilo de vida
line break icon

A pílula do dia seguinte realmente pode ser abortiva?

Aleteia Vaticano - publicado em 18/11/13

Quando não impede a ovulação e há fecundação, este fármaco pode provocar a eliminação do embrião, ou seja, o aborto

A pílula do dia seguinte age impedindo a ovulação, se a mulher a tomar várias horas antes da ovulação, mas também tem efeitos posteriores à fecundação (sobre o transporte tubário ou a nidação do embrião) que podem eliminar o embrião, ou seja, provocar um aborto.

Tomar a pílula do dia seguinte depois de uma relação sexual reduz a probabilidade de gravidez em pelo menos 65%, segundo um relatório do pesquisador especialista em farmácia hospitalar Emilio Jesús Alegre del Rey, apresentado em março, em Paris, no Congresso Europeu de Farmácia Hospitalar.

O relatório revisa sistematicamente a evidência experimental dos efeitos da pílula do dia seguinte sobre o transporte tubário e a nidação do embrião, por meio de estudos em mulheres, que analisam efeitos endócrinos ou endometriais relacionados à nidação, e também efeitos sobre a funcionalidade tubária, referentes ao levonorgestrel 0,75-1,5 mg.

Segundo o estudo, a priori, os possíveis mecanismos de ação da pílula do dia seguinte são:

– Inibição da ovulação: obviamente, isso só ocorre se a pílula for tomada antes da ovulação, ou seja, antes do "dia 0".

– Inibição da função espermática, direta (inibindo a funcionalidade ou ativação dos espermatozoides) ou indireta (inibindo as mudanças no muco cervical, que favoreceriam seu acesso ao óvulo). Estas possibilidades poderiam ocorrer até o dia 0, inclusive.

– Inibição da nidação, direta (alteração do endométrio) ou indireta (alteração do transporte pelas tubas uterinas; alteração da comunicação bioquímica entre o embrião e o organismo materno durante seu transporte pelas tubas). Esta alteração poderia ocorrer teoricamente em qualquer momento, entre o dia -5 (primeiro dia fértil) e o dia +6 (dia da nidação).

– Eliminação de um embrião já nidado.

O estudo explica que o efeito anovulatório já não funciona um dia antes da ovulação; inclusive nos dias anteriores (-2 a -4), ainda que quase sempre se consiga interromper a ovulação, nem sempre é assim. E, quando se consegue, ocorrem outras alterações que poderiam impedir a nidação. Isso sem contar o fato de que não é muito realista na prática clínica conseguir discernir exatamente se faltam 1 ou 2 dias para a ovulação.

Em um artigo publicado no Fórum Libertas, "este estudo deveria modificar a última avaliação da Federação Internacional de Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia (FIGO), que negava o efeito abortivo da pílula do dia seguinte baseando-se em animais, cujo ciclo não tem nada a ver com o da mulher, e do trabalho do grupo Noe, que analisava 35 mulheres que tomaram a pílula do dia seguinte em fase pós-ovulatória, sem realizar análise estatística".

Outro fato comprovado é que dispor da pílula do dia seguinte, inclusive vendê-la sem receita médica, não reduz o número de gravidezes indesejadas. Alguns autores consideram que isso acontece devido ao fato de que ter um "plano B" pode induzir a aceitar maiores riscos no comportamento sexual, sobretudo nos jovens.

Portanto, conclui o artigo do Fórum Libertas, estamos produzindo abortos precoces, expondo milhares de mulheres a efeitos colaterais e gastando recursos para nada, exceto para o lucro de algumas empresas da indústria farmacêutica.

Tags:
Aborto
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Pe. Robson de Oliveira
Reportagem local
Processo contra pe. Robson está arquivado definitivamente, notici...
2
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
3
ROSARY
Reportagem local
Exorcista alerta sobre os perigos de "falar" com os mortos
4
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
5
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da missa
6
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
7
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia