Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 17 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa: Cristo vence as paralisias da humanidade

Pope Francis celebrates a Mass in the church of Santa Marta – pt

© ServizioFotograficoOR/CPP

<span class="standardtextnolink">November 21 , 2013 : Pope Francis celebrates a Mass in the church of Santa Marta in the Vatican.</span>

Vatican News - publicado em 09/12/13

Francisco celebra missa junto com patriarca do Egito, pede pela paz no Oriente Médio e pelo fim das inimizades entre os povos

O Papa Francisco convidou hoje os fiéis a manterem sempre viva a esperança em Jesus Cristo, porque Ele vence as paralisias da humanidade, as divisões e as inimizades.

O Papa celebrou a missa na Casa Santa Marta junto com o patriarca egípcio Isaac Sidrak, da Igreja Católica Copta.

O Egito vive uma situação turbulenta e de protestos generalizados desde 2011, quando iniciaram as revoluções nos países árabes.

Nesse sentido, o Papa pediu o fim das divisões e das inimizades na Terra Santa e no Oriente Médio.

Em sua homilia, primeiro o Papa comentou as palavras do profeta Isaías na Primeira Leitura, que falam de um despertar dos corações na espera do Senhor.

“O alento aos ‘de coração cansado’ dirige-se àqueles que na amada terra egípcia vivem insegurança e violência, às vezes por razão de sua fé cristã. ‘Ânimo: não tenham medo!’: essas são as palavras consoladoras que encontram confirmação na solidariedade fraterna. Estou agradecido ao Senhor por este encontro que me dá ocasião de reforçar vossa e nossa esperança, porque é a mesma”.

O Evangelho – prosseguiu o Papa – apresenta “Cristo que vence as paralisias da humanidade”. Além disso, “as paralisias das consciências são contagiosas”. “Com a cumplicidade das pobrezas da história e de nosso pecado, podem se expandir e entrar nas estruturas sociais e nas comunidades até bloquear povos inteiros”. Mas “o mandato de Cristo pode mudar a situação: ‘levanta e anda!’”. 

Oremos com confiança para que na Terra Santa e em todo Oriente Médio, a paz possa sempre voltar a se erguer das prisões tão frequentes e dramáticas. Que parem para sempre as inimizades e divisões. Que se retomem o quanto antes possível os diálogos de paz, frequentemente paralisados por interesses opostos e obscuros. Que se apresentem finalmente reais garantias de liberdade religiosa a todos, junto com o direito dos cristãos de viver serenamente ali onde eles nasceram, na pátria que amam como cidadãos há dois mil anos, para contribuir, como sempre, para o bem de todos”.

O Papa recordou que Jesus viveu a fuga com a Santa Família e foi acolhido na “terra generosa” do Egito. Invocou o Senhor para que “cuide dos egípcios que buscam dignidade e segurança em todo o mundo”.

“Sigamos sempre adiante, buscando o Senhor, buscando novos caminhos, novas vias para nos aproximarmos do Senhor. E, se necessário, abrir um vão no teto, para nos aproximarmos do Senhor, que nossa imaginação criativa da caridade nos leve a isso: encontrar e construir caminhos de encontro, caminhos de fraternidade, caminhos de paz”.

Tags:
HomiliasPapa FranciscoViagem
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia