Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco
Religião

Realmente vamos ressuscitar? E como será isso?

© Robert Hoetink/SHUTTERSTOCK

Aleteia Vaticano - publicado em 19/12/13

Jesus nos prometeu que ressuscitaremos, e Ele foi o primeiro, com o mesmo corpo, mas glorioso e fora do tempo e do espaço

Na vida cotidiana, ao dizer “creio” ou “espero”, expressamos certa insegurança: “Creio que passei na prova; espero conseguir o emprego; mas não sei”. É algo natural, pois este mundo está sujeito a variáveis que podem alterar tudo. Mas não é assim com as coisas de Deus.


No Credo, dizer “espero a ressurreição dos mortos” não significa “eu gostaria, mas sei lá”. Esta afirmação expressa absoluta confiança em receber aquilo que esperamos. Por quê? Porque “fiel é o autor da promessa” (Hebreus 10, 23), porque Aquele que nos prometeu que ressuscitaremos cumpre o que promete.


Consideremos estes três pontos:


1. A Palavra de Deus anunciou a ressurreição por meio dos profetas (cf.Is 26,19; Ez 37,1-14). E Jesus não só afirmou que a ressurreição existe(cf. Mc 12, 18-27), mas anunciou sua própria ressurreição (cf.Mt 16, 21; 17,22; 20, 18-19; Mc 8, 31; 9,31; 10,  33-34; Lc 9, 22).


Contamos com o testemunho confiável de numerosos textos bíblicos que testemunham que Cristo ressuscitou (cf.Mt 28,9; Mc 16,9; Lc 24, 4; Jo 20,24-29; Atos 1,1-9; 1Ts 4, 13-14; 1Pe 1, 21).


Se na arqueologia é considerado altamente confiável um escrito antigo que narra algo ocorrido séculos antes, quanto mais os textos do Novo Testamento, escritos por testemunhas contemporâneas de Jesus.


É importante ressaltar que, desde o início do cristianismo, a pregação se centrou no fato irrefutável de que Jesus morreu e ressuscitou (cf. Atos 2, 22-36; 1Cor 15).


2. O Catecismo da Igreja Católica (CIC) diz que a ressurreição de Cristo é um acontecimento real, que teve manifestações historicamente comprovadas, como testemunha o Novo Testamento (CIC 639). E acrescenta que é impossível interpretá-la fora da ordem física e não reconhecê-la como fato histórico (CIC 643).


Jesus ressuscitado se deixa tocar pelos seus discípulos (cf. Jo 20, 27), pede de comer (cf. Jo21, 9. 13-15): convida-os, assim, a reconhecer que Ele não é um espírito, mas sobretudo a que comprovem que seu corpo ressuscitado é o mesmo que foi martirizado e crucificado, já que continua com as chagas da Paixão (cf. Jo 20,20.27).


O CIC afirma que a ressurreição de Cristo não foi um retorno à vida, como no caso das ressurreições que Ele havia realizado. Sua ressurreição é essencialmente diferente, porque seu corpo ressuscitado passa do estado de morte a uma vida muito além do tempo e do espaço (cf. CIC 646).


Cabe mencionar que a Igreja Católica define, como dogma de fé, que, ao terceiro dia, depois de morrer, Cristo ressuscitou glorioso da morte. E, desde o Concílio de Latrão, estabelece que Ele ressuscitou no corpo.


3. Jesus não só prometeu que Ele ressuscitaria, mas que nós também ressuscitaremos (cf. Jo 6, 39-40.44.54). Se Ele cumpriu a primeira promessa, temos a absoluta certeza de que cumprirá a segunda. Por isso, no Credo, podemos afirmar confiantes que esperamos a ressurreição dos mortos.


Todos nós estamos chamados à vida eterna. Todos. Crentes e não crentes, bons e maus. Mas nem todos a viverão da mesma maneira; as possibilidades são muito diferentes.


Para aprofundar neste tema, leia o Catecismo da Igreja Católica, números 638-658.


(Artigo publicado originalmente em Desde la Fe)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Igreja CatólicaRessurreição
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia