Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 04 Março |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Japão: frente ao envelhecimento, defender uma política de natalidade

the world’s oldest woman Misao Okawa – pt

AFP PHOTO / TOMOHITO OKADA / NURSING HOME KURENAI

JAPAN, Osaka : This handout picture taken by Tomohito Okada from the Kurenai nursing home on March 5, 2013 shows the world's oldest woman Misao Okawa (L) receiving a certificate marking her 115th birthday from a nursing home staff member at the home in Osaka, western Japan. Okawa, who late last month received a certificate from Guinness World Records confirming her status as the oldest living woman, celebrated her 115th birthday on March 5 in a Japanese nursing home with her favourite mackerel sushi dish on the menu. AFP PHOTO / TOMOHITO OKADA / NURSING HOME KURENAI

Aleteia Vaticano - publicado em 09/01/14

A população japonesa sofre atualmente seu maior declínio demográfico desde a 2ª Guerra Mundial

Segundo um estudo do Ministério da Saúde do Japão, publicado no dia 1º de janeiro, a população do país teve uma diminuição de 244 mil indivíduos: é o maior declínio demográfico desde da 2ª Guerra Mundial, informa a agência Eglises d’Asie.

O Japão tem apenas 1,21 milhão de pessoas acima dos 20 anos de idade, um número muito distante do recorde dos anos 70, quando o país contava com 2,46 milhões.

Além disso, os japoneses maiores de 65 anos poderiam representar mais de 40% da população do arquipélago em 2060, ano em que um terço da população poderia diminuir, em um país que há algumas décadas era considerado o de maior densidade demográfica do mundo.

Frente à ameaça de despovoamento e o risco de colapso econômico, a Igreja Católica no Japão voltou a defender uma política de natalidade.

Com o objetivo de conscientizar sobre esta questão no país, a conferência episcopal, que já havia declarado 2010 como o Ano da Vida, anunciou sua intenção de continuar sua campanha a favor dos nascimentos, bem como seu compromisso nos diversos âmbitos da saúde, da ajuda social e do acompanhamento das famílias.

Os líderes da Igreja no Japão também se preocupam com a cada vez mais elevada taxa de suicídios no país, bem como com a importância que os casais jovens são aos valores materiais e à sua carreira profissional, a ponto de decidir ter filhos em idade já avançada.

Tags:
Igreja
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia