Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Atualidade

O escândalo da desigualdade

© ISSOUF SANOGO / AFP

Manuel Bru - publicado em 27/01/14

Metade da riqueza mundial está concentrada nas mãos de 1% da população

Foram divulgados recentemente alguns dados do relatório da ONG Oxfam Intermon segundo os quais quase a metade da riqueza mundial está nas mãos de apenas 1% da população, e a metade mais pobre da população mundial possui a mesma riqueza das 85 pessoas mais ricas do mundo.

Somente nos EUA, o 1% mais rico acumulou 95% do crescimento total posterior à crise de 2009, enquanto 90% da população mais pobre empobreceu ainda mais. O que aconteceria se essas poucas pessoas ricas compartilhassem sua riqueza acumulada – essa que jamais lhes dará nem a segurança absoluta na vida, nem muito menos a felicidade? O drama de milhões de pessoas pobres desapareceria.

Muito além da responsabilidade moral pessoal dos acumuladores de riqueza, o sistema (que não só permite, senão que favorece esta situação) é perverso. Não podemos chamá-lo de sistema liberal, porque só uns poucos gozam de liberdade (e muitas vezes a usam para oprimir); nem de sistema econômico, porque a economia significa distribuição harmônica de recursos.

Tampouco podemos chamá-lo de sistema social e político, porque a sociedade e a “polis” parecem não valer nada e não servir para nada; nem de sistema democrático, porque uma minoria exígua acumula o poder e o ter de milhões de seres humanos; e nem de sistema humano, porque a dignidade humana, para este sistema, é apenas um alvo de chacota.

O Papa Francisco disse que este sistema que chamamos de “economia de mercado” responde à dupla cultura do descarte e do desperdício. Do descarte porque é a cultura de um tipo de exclusão extrema, pela qual os empobrecidos não é que estejam sob os outros, nas periferias ou sem poder, mas porque simplesmente ficam fora da sociedade.

E o desperdício porque há pessoas empenhadas a convencer-nos de que este sistema promove a equidade, quando a única coisa que ele realmente promove é a globalização da indiferença.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
DinheiroPobrezaPolítica
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Papa Francisco São José Menino Jesus
ACI Digital
Papa Francisco reza esta oração a São José há...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia