Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Atualidade

As situações de pobreza do mundo já não tocam o seu coração?

© DR

Rafael Luciani - publicado em 03/02/14

Lutando pelos pobres e servindo-os, daremos o melhor de nós mesmos e ofereceremos ao mundo um futuro melhor

Até onde somos capazes de fazer o mal afetando a vida de toda uma sociedade? (Salmos 36, 3-4) É tal a indolência frente ao que vivemos, que perdemos a capacidade de assombro e escândalo? (Isaías 32, 6) Será que já não existe ninguém que clame pela justiça e fale pela verdade? (Isaías 59, 4)

Na época de Jesus, como na nossa, muitos queriam a morte dos que denunciavam os problemas sociais (Mateus 23, 34). Será que não queremos a paz? (Lucas 19, 42) Perdemos a capacidade de vincular-nos aos fatos irracionais que acontecem ao nosso redor e inclusive os consideramos “normais”. Teremos de resignar-nos?

O desafio consiste em discernir nossa forma de relacionar-nos. Precisamos consolidar um coração novo (Ezequiel 11, 19), para poder construir novos céus e nova terra (Isaías 65, 17), onde ninguém morra de fome, não haja tráfico de seres humanos, os idosos cheguem felizes aos seus últimos dias e todos tenham casa e alimento.

Um mundo assim será possível quando possamos nos sentar todos juntos, amigos e inimigos, à mesma mesa, para reconhecer-nos como sujeitos e deixar de tratar-nos como objetos e desconhecidos.

A prática de Jesus nos mostra que isso é possível. Ele vive um estilo de vida que é válido para qualquer pessoa porque fraterniza, vai além das próprias crenças religiosas (Lucas 17, 18-19) e adesões políticas (Lucas 7, 9). Nele, encontramos o paradigma de um jeito de ser no qual não há lugar para a indolência sociopolítica nem para os preconceitos morais. Ele trata o outro com compaixão, sem ódio nem violência, com generosidade e servindo a causa do necessitado (Lucas 6, 27-36).

Por isso, precisamos discernir nosso vínculo com o social. Jesus usa a analogia de uma “nova família” formada por todos aqueles que escutam a Palavra e a vivem (Lucas 8, 21). O que isso significa? Será, por acaso, um proposta para os crentes? Não.

É descobrir em sua ação a forma mais excelsa de ser humano. Suas palavras são sinais de uma nova humanidade, que busca tornar-se real em cada um (Tiago 1, 21-22), muito além da religião, porque pretendem fraternizar a humanidade inteira (Romanos 8, 29).

Um coração novo, com novos céus e nova terra, onde possamos habitar como uma nova família, são símbolos que incentivam a criar vínculos reais, para que não reine mais a indolência nem exista a falta de compaixão. É apostar em uma comunidade humana não biológica sustentada na solidariedade fraterna e no bem comum, em que todos lutemos por promover a reconciliação ao invés da exclusão.

Assim, Deus encontra esperança em nós quando nos vinculamos aos pobres, às vítimas e aos doentes. Lutando pela sua causa e servindo-os, daremos o melhor de nós mesmos e esta criação terá um futuro melhor.

Quando não reinarem mais a desídia e a resignação, e começarmos a caminhar rumo à reconciliação, poderemos dizer com esperança: “Já não haverá morte nem luto, nem grito nem dor” (Apocalipse 21, 4).

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
JesusPobrezaSociedade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia