Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconEstilo de vida
line break icon

A Igreja aceita o celibato dentro do matrimônio?

Courtney Walker

Julio De la Vega Hazas - publicado em 06/02/14

Resposta da Aleteia à pergunta de uma leitora brasileira

"Eu gostaria de saber se para a Igreja é aceitável o celibato no matrimônio": esta foi a pergunta que nos chegou de uma leitora brasileira.


Este questionamento exige um pouco mais de delimitação e esclarecimento. Esclarecimento, porque o termo "celibato" parece não ser exatamente o mais adequado, porque significa renúncia ao matrimônio (pelo reino dos céus). Estamos falando aqui da possibilidade de viver como celibatário sem sê-lo propriamente, ou seja, em uma completa continência.


Além disso, se trataria de uma continência por motivos religiosos, e com isso se exclui que se deva a outras causas, como, por exemplo, impotência sexual ou possível contágio de doenças.


A questão, na verdade, é muito antiga, e na antiguidade se referia aos sacerdotes. O conceito de celibato sacerdotal é relativamente moderno; o que se questionava nos primeiros séculos não era se o sacerdote deveria ser celibatário, mas sim, no caso de o sacerdote ser casado, se ele deveria viver o que se denominava continência (ou castidade) perfeita.


Sem entrar em detalhes, houve de tudo: lugares e momentos em que isso foi exigido, simples recomendações ou épocas em que se ignorava completamente o assunto. Toda esta discussão foi deixada de lado no Ocidente quando o celibato sacerdotal foi imposto. Um dos motivos desta determinação era claro: havia deveres conjugais e familiares a ser cumpridos.


Há um texto de São Paulo que nos dá a resposta a esta pergunta: "Não vos recuseis um ao outro, a não ser de comum acordo, por algum tempo, para vos aplicardes à oração; e depois retornai novamente um para o outro, para que não vos tente Satanás por vossa incontinência" (1 Coríntios 7, 5).


O mais interessante deste texto não são as palavras finais, mas as iniciais. Desde o momento em que contraem matrimônio, há um pertencimento mútuo dos esposos, que transforma essa doação em obrigação de justiça: o débito conjugal.


Portanto, não é acertada uma decisão unilateral de abster-se de relações sexuais, pois isso supõe "recusar-se ao outro", privá-lo do que é seu, do que, em justiça, lhe corresponde. Qualquer decisão, neste sentido, deve ser, como explica São Paulo, de comum acordo.


Este mesmo capítulo da Carta aos Coríntios contém outra frase que é chave aqui: "Irmãos, cada um permaneça diante de Deus na condição em que estava quando Deus o chamou", ou seja, em sua vocação (versículo 24).


Para um cristão, o matrimônio é uma verdadeira vocação. Como tal, é uma missão e um caminho de entrega: ao cônjuge e aos filhos. Então, é um dever assumi-la, com tudo o que ela comporta.


Por isso, como princípio, não é aceitável separar-se de tal vocação. É por este motivo também que, no rito latino, as pessoas viúvas são aceitas para o sacerdócio e a vide religiosa, mas em nenhum caso as pessoas casadas, ainda que se comprometam a deixar de viver como tais.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
CasamentoCastidadeCelibato
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia