Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 05 Dezembro |
São Saba
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

As 3 lições do especulador vomitado pelas finanças

I Am the Monster Created by the World of Finance Says Jerome Kerviel MEHDI-FEDOUACH-AFP – pt

MEHDI-FEDOUACH/AFP

Jesús Colina - Aleteia Vaticano - publicado em 10/02/14

Ele se prepara para enfrentar o seu último julgamento, que pode lhe custar 5 anos de cadeia e uma multa de mais de 15 bilhões de Reais

O francês Jérôme Kerviel (37 anos) se define como “o monstro criado e vomitado pelas finanças”. De celebridade entre os jovens traders (corretores da Bolsa de Valores) da década passada, passou a ser pivô de um rombo de 5 bilhões de Euros, uma cifra superior ao Produto Interno Bruto de países como o Zimbábue ou o Togo.

No momento em que ele se prepara para enfrentar o seu último julgamento, que pode lhe custar 5 anos de cadeia e uma multa no mesmo valor de 5 bilhões de Euros, a Aleteia o entrevistou para que ele compartilhasse algumas lições que o mundo precisa compreender com urgência.

Primeira lição: a ética não é sinônimo de lucro

Enquanto os investimentos de Jérôme Kerviel davam lucros, ninguém lhe perguntava se era ético especular contra empresas (e o emprego de seus trabalhadores) ou contra moedas (e os habitantes de seus países).

Mas quando os investimentos de Kerviel provocaram perdas astronômicas, então o juízo ético do sistema foi tão forte quanto a catástrofe registrada.

Segunda lição: todos criticam, mas ninguém age

Como explica o próprio Kerviel, após o estouro da crise financeira mundial, a reação do mundo político e econômico reduziu-se a críticas e advertências. O corretor explica que acontece algo parecido com a crise ecológica: “todo o mundo compreende que corremos para a catástrofe, mas não mobiliza a energia suficiente para uma mudança coletiva e reformas profundas”.

Kerviel reconhece suas faltas e responsabilidades, mas seria ilusão pensar que com a prisão do “bode expiatório” teríamos resolvido o problema.

Terceira lição: o Papa Francisco apresenta o caminho

Kerviel escolheu um meio católico para oferecer sua entrevista, pois considera que atualmente o Papa é a única autoridade moral que, com palavras e ações, é coerente para tirar as lições da crise ética que foi a causa da crise financeira mundial.

O corretor faz um exame de consciência e reconhece também que sua fé vacila diante da chegada da prisão. Mas, para ele, Francisco “é a imagem de um farol que mostra o caminho, a única forma de moralizar o sistema e de acabar com a insuportável relegação da pessoa ao segundo lugar”.

Tags:
criseDinheiroEconomia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia