Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Outubro |
Beato Domingos Collins
home iconAtualidade
line break icon

O que a imigração tem a ver com o terrorismo e a delinquência?

© DR

"Plus jamais ça !"

Manuel Bru - publicado em 12/02/14

Os apelos do Papa Francisco parecem entrar por um ouvido e sair pelo outro

A mídia divulgou esta semana o falecimento de 14 imigrantes subsaarianos na costa de Ceuta, bem como a denúncia que várias ONG fizeram de uma previsível, ilegal e imoral ação da polícia.

À margem disso, mas indiretamente muito relacionado com estes fatos, o jornal “El País” comentou a recente reunião dos ministros do Interior em Cracóvia, sobre a qual se informou oficialmente que foi muito satisfatória, pois serviu para reforçar as fronteiras, “com o objetivo de melhorar a luta contra o terrorismo internacional, a imigração irregular e a delinquência organizada”.

Eu também não consigo entender o que a imigração tem a ver com o terrorismo e a delinquência. Mas infelizmente acho que sei o que os ministros quiseram dizer. A frase revela a mentalidade política dos governos europeus, em cuja lista de prioridades não se encontra em primeiro lugar o drama social nem os direitos humanos dos imigrantes, mas a “irregularidade” dos seus papéis, o que os situa no mesmo nível dos delinquentes e terroristas.

Um imigrante que, para sustentar a sua família, comete o delito de tentar atravessar as fronteiras dos países que colonizaram seus antepassados é, para os governos europeus, tão perigoso quanto um terrorista.

Parece que os engravatados ministros do interior não entenderam nada do apelo do PapaFrancisco em Lampedusa, quando disse aos seus governos que tudo isso é uma vergonha.

Na verdade, revela-se aqui o mesmo critério de fundo utilizado recentemente pela assessora socialista de Boadilla del Monte em Madri, ao defender que as crianças com deficiência devem ser abortadas, porque seu tratamento gera muitos gastos ao governo.

No caso dos imigrantes, nem seus direitos, nem sua dignidade, nem sequer sua vida valem algo ao lado do grande esforço que os Estados europeus teriam de fazer para acolhê-los, ainda que fosse apenas por algumas horas, para permitir que lhes deem um cobertor, uma refeição, que preencham uns papéis e sejam repatriados.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
MigrantesPapa FranciscoTerrorismo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Brasileira Simone Barreto Silva é vítima de ataque terrorista na catedral de Nice
Reportagem local
Brasileira é vítima no ataque terrorista na c...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Pe. Robson de Oliveira
Francisco Vêneto
Defesa desmente Fantástico, da TV Globo, em n...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia