Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Religião

Um casal trabalhando no departamento da família do Vaticano?

© ORLANDO SIERRA / AFP

Inma Alvarez - publicado em 19/02/14

Conheça alguns detalhes da reforma que o Papa Francisco está fazendo na Igreja

Um casal à frente do Conselho Pontifício para a Família? Isso seria um gesto magnífico, segundo o cardeal Oscar Rodríguez Maradiaga, um dos membros do conselho de cardeais formado pelo Papa Francisco ("Não é o G-8, mas o C-8, pelo 'C' de cardeais!", brinca o purpurado, em uma entrevista concedida ao jornal francês La Croix).


Ele também fala da transformação do Conselho Pontifício para os Leigos em toda uma congregação com poder legislativo (algo que um conselho pontifício não tem): "Existe uma congregação para os bispos, outra para a vida religiosa, outra para o clero, mas somente um conselho pontifício para os leigos, que são maioria na Igreja. Não podemos continuar assim".


"Posso lhes dizer que o Espírito Santo nos conduz nessa direção – afirma o cardeal. Cada dia, cada vez mais, os leigos assumem responsabilidades como dirigentes na Igreja. Isso já está escrito na história de muitos lugares, como na Coreia, por exemplo: lá, foram os leigos que começaram a evangelização."


O purpurado explica as pautas que o conselho está seguindo quanto à reforma da cúria romana: "O Papa Francisco quis que começássemos pelo Sínodo dos Bispos. Ele quer que seja algo diferente de um órgão que se reúne para discutir um tema concreto e depois publica um texto: quer torná-lo uma instituição consultiva permanente".


O seguinte passo foi a revisão da figura do secretário de Estado, que "não é um primeiro-ministro nem um vice-rei", sublinhou. De dezembro até agora, a reflexão se centra nas congregações e conselhos pontifícios.


E o que acontece com as instituições financeiras – concretamente com o IOR (Instituto para as Obras de Religião), conhecido popularmente como "Banco do Vaticano"?


Precisamente neste dias, o Conselho está ouvindo as duas comissões de estudo: "Haverá mudanças", revela o cardeal Maradiaga, mas é improvável que esta instituição desapareça para que surja outra nova. "É melhor curar um doente que ressuscitar um morto", disse. Para ele, a solução poderia estar em uma espécie de "secretariado das finanças", que agrupasse todas as instituições atuais.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
FamíliaIgrejaPapa Franciscoreforma
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia