Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 22 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Papa Francisco abre para visitação a residência de Castel Gandolfo

Jardins résidence Castel Gandolfo – pt

© Public Domain

Christiane Sales - publicado em 04/03/14

O passeio inclui visita à cripta de Dionizio, ao anfiteatro romano e aos jardins residenciais

Os turistas e fiéis que desejam conhecer a residência papal em Castel Gandolfo já podem realizar o sonho. As visitas foram abertas desde o dia primeiro de março a partir da autorização de Papa Francisco. O passeio guiado passa pelos jardins da residência, a cripta de Dionizio e um anfiteatro romano que ficam na "Villa di Castel Gandolfo".

Residência de verão dos Papas

A vila pontifícia de Castel Gandolfo tem cerca de 55 hectares, 11 a mais que a Cidade do Vaticano. A propriedade inclui, além do palácio papal, o palácio de Barberini, apartamentos de funcionários, escritórios, estábulos e edifícios agrícolas. No terreno, ficam também dois conventos de clausura, um das clarissas e outro das irmãs basilianas. 

A vila de Castel Gandolfo foi estruturada ao longo dos séculos pelos papas eleitos. O primeiro papa que usou a casa como residência de verão foi Urbano VIII (1623-1649). Em 1870, a residência de Castel Gandolfo passou por um período de abandono que durou 60 anos, já que os papas da época não saiam do Estado do Vaticano.

João Paulo II

Antes do Conclave que o elegeu, Karol Wojtyla visitou as fazendas pontifícias para passar um tempo de serenidade e tranquilidade. Oito dias depois daquele passeio foi eleito Pontífice, no dia 16 de outubro de 1978. Ele não demorou muito para visitar a residência de novo. Na tarde de 25 de outubro, saudou com entusiasmo os habitantes de Castel Gandolfo

Fonte: News.va

Tags:
Papa FranciscoVaticano
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia