Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 25 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Vaticano e Portugal: tristeza pela morte do cardeal José Policarpo

D. José Policarpo

RTPPT - Flickr CC

D. José Policarpo

Agência Ecclesia - publicado em 13/03/14

Cardeal Pietro Parolin enviou mensagem de condolências ao presidente da Conferência Episcopal Portuguesa

O secretário de Estado do Vaticano mostrou-se hoje “profundamente entristecido” pela morte de D. José Policarpo, patriarca emérito de Lisboa, que faleceu esta quarta-feira aos 78 anos.

“Profundamente entristecido pela morte do senhor cardeal José da Cruz Policarpo, apresento as minhas sentidas condolências a vossa excelência reverendíssima, tornando-as extensivas aos bispos auxiliares, sacerdotes, religiosos e leigos do Patriarcado de Lisboa, bem como aos bispos e aos fiéis de todas as Igrejas particulares de Portugal”, escreve D. Pietro Parolin, numa mensagem endereçada a D. Manuel Clemente, patriarca de Lisboa e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.

O cardeal italiano recorda D. José Policarpo como “zeloso pastor que, com grande sabedoria e generosidade, serviu tanto o seu próprio povo como a Igreja Universal.

“Rezo para que o seu exemplo de ministério fiel ao Evangelho inspire todos os cristãos a renovarem a própria dedicação à edificação do Reino de Deus, na verdade e na caridade”, conclui a mensagem, enviada à Agência ECCLESIA.

Papa Francisco

O Papa Francisco publicou hoje uma mensagem de condolências pela morte de D. José Policarpo, que recorda como “pastor apaixonado pela busca da verdade”, lamentando a sua “morte inesperada”.

“Confio à misericórdia de Deus o amado cardeal, recordando-me da sua preciosa colaboração nos diferentes organismos da Santa Sé e dos meus encontros com este pastor apaixonado pela busca da verdade”, refere o texto endereçado a D. Manuel Clemente, patriarca de Lisboa e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa.

D. José Policarpo

D. José da Cruz Policarpo nasceu a 26 de fevereiro de 1936 em Alvorninha, Caldas da Rainha, território do Distrito de Leiria e do Patriarcado de Lisboa.

Padre desde 15 de agosto de 1961, foi ordenado bispo em 1978 (auxiliar de Lisboa), criado cardeal por João Paulo II em 2001 e participou em dois Conclaves: no de abril de 2005 que elegeu Bento XVI, e no de março de 2013, que acabou com a escolha do Papa Francisco.

O 16.º patriarca de Lisboa assumiu esta missão a 24 de março de 1998, após a morte de D. António Ribeiro, de quem era coadjutor desde março de 1997.

O corpo do cardeal chegou hoje à Sé de Lisboa, pelas 15h00, permanecendo em câmara ardente.

Leia na Agência Ecclesia a cobertura completa sobre a trajetória do cardeal Policarpo.

(Agência Ecclesia)

Tags:
CardeaisMortePortugal
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia