Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 21 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Família, chamada a ser reflexo de Deus

Portrait of happy Hispanic family with two boys outdoors – pt

Golden Pixels LLC

Juan Ávila Estrada - publicado em 14/03/14

Atacar a família é atentar contra o rosto visível de Deus no mundo

Onde começa a experiência de Deus?

"Na família", costumamos ouvir. Porém, mais do que isso, a experiência de Deus começa no rosto dos pais e no rosto dos esposos. O primeiro vestígio do amor do Senhor, seus primeiros traços, se iniciam justamente quando o bebê é abraçado e acariciado por aqueles que o geraram e hoje o amam com a ternura do seu coração.

Mas começa também naquela união sacramental pela qual o homem e a mulher escolhem um ao outro para doar-se em liberdade ao longo da vida, tornando-se um só coração e uma só alma. E, se isso é verdade, poderíamos concluir que desfigurar o rosto da família é desfigurar o rosto de Deus. Uma experiência negativa – paterna, materna, esponsal – jogará no lixo a possibilidade de uma oportuna e saudável vivência do amor do Criador.

Aquela palavra tão repetida na Sagrada Escritura e afiançada por Jesus, quando chama Deus de "pai" (Abbà), é a que permite descobrir uma primeira relação com Ele. É impossível não relacionar nosso pai na terra com o Pai do céu; e isso chega a tal ponto que, quando a experiência com o pai terreno é frustrante, em geral ocorre o mesmo com a experiência de Deus.

Por outro lado, não podemos ser alheios ao conhecimento do enorme ataque que a paternidade sofre no mundo inteiro e, com ela, a família, de tal maneira que, se antes acreditávamos ter segurança sobre seu conceito, agora já não temos.

Destruir a família é destruir o rosto de Deus na terra. Como consequência, isso faz que a pessoa vá se perdendo em seus alicerces existenciais, desconhecendo quem ela é e quem é Deus.

A experiência da paternidade de Deus está arraigada no interior da família, o que traz como consequência que, ao sofrer atentados contra a sua estrutura, a evangelização se torna muito mais difícil. Às vezes, é preciso inclusive buscar processos de cura interior para pessoas que tiveram uma experiência paterna negativa, para que possam descobrir Deus como Pai – um Pai que supera todos os limites das experiências mais belas que possamos ter.

Mas não podemos esquecer que a família começa no casamento, seja ele cristão ou não, e que outra das figuras que a Sagrada Escritura apresenta do rosto de Deus é o do Esposo. Tal imagem também é atacada hoje, por aqueles que acreditam que isso é um simples formalismo documental sem importância, por aqueles que só buscam o "amor livre".

Dessa maneira, Deus, como Esposo e como Pai, acaba sendo apenas uma analogia; a união conjugal perde firmeza; os pais "fabricam" seus filhos segundo seu gosto, com manipulações genéticas e sem vinculação direta com o exercício da sexualidade.

Mas de onde surge este ataque à família? Por que os Estados criaram legislações inclusive contra ela? Não posso deixar de pensar em uma orquestração do Maligno, que sempre soube que destruir a família é destruir o projeto de Deus sobre a terra, é o caminho mais certeiro para destruir o ser humano – seu grande objetivo.

Aqui não se trata de satanizar tendências humanas, mas de penetrar no plano do Inimigo, que envenena aquele modelo humano que representa de maneira adequada a convivência entre as três Pessoas da Santíssima Trindade, porque Deus é, em si mesmo, uma família de amor.

Devastar a experiência familiar é ir ao coração da imagem e semelhança que o homem tem com o Criador, que é Pai, Filho e Espírito Santo. Assim, cada dia será mais difícil viver a experiência do rosto de Deus, será complicado reconhecê-Lo no interior da própria casa.

Satanás existe, eu acredito nisso e vejo sua ação, vejo-o espalhar sua maleficência, semear seu joio nos campos de trigo do Senhor. Não lhe interessa apenas criar novos modelos de família: ele simplesmente quer destruir aquela que permite conhecer a existência de um Deus que ama, que salva e que se deixa experimentar entre esposos que se amam e amam seus filhos.

Salvar a família é salvar o projeto de Deus sobre o homem na terra.

Tags:
AmorDeusFamíliaSociedade
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia