Aleteia

Você é cristão? Então não vou contratá-lo

© Public Domain
Compartilhar

Um dos últimos casos ocorreu em Londres, mas Jamie Haxby ganhou a causa diante dos tribunais

Poderíamos tranquilamente chamar este fenômeno de “discriminação do século 21”.
 
O último caso provém de Londres, onde o designer gráfico Jamie Haxby (o jovem da foto) processou um hotel que se recusou a contratá-lo devido à sua fécristã.
 
Este caso, o primeiro da Grã-Bretanha, ocorreu simplesmente porque, como informou em 14 de março o jornal italiano La Stampa, Jamie é cristão. O hotel alegou que havia escolhido um candidato com mais experiência no ramo da hotelaria.
 
Haxby, no entanto, não se resignou e apelou ao tribunal trabalhista de East London. “Fui discriminado injustamente por razões relativas à minha fécristã”, afirmou.
 
Em 4 de dezembro de 2012, Celie Parker, gerente do hotel, havia entrevistado o jovem designer para uma vaga de emprego de meio período. Mas, durante a conversa, a gerente percebeu que o portfolio de Haxby continha vários modelos que ele havia desenhado para algumas igrejas.
 
Nesse momento, a gerente Celie explicou a Jamie que os demais funcionários da sua equipe eram ateus, e que um cristão nunca poderia trabalhar entre eles, já que sua fé corria o risco de afetar o equilíbrio entre os seus colegas.
 
Jamie afirma que ficou indignado. No final da entrevista, Celie Parker lhe disse que lamentava tê-lo chamado para a entrevista e que se sentia mal por ter feito Jamie perder seu tempo.
 
O tribunal deu a razão a Jamie Haxby.
 
O jovem designer doou o valor completo da indenização a uma organização assistencial.
Boletim
Receba Aleteia todo dia