Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 16 Maio |
Santo Elesbão (ou São Caleb de Axum)
home iconAtualidade
line break icon

Fundador do Google descobre propensão ao mal de Parkinson e a esposa se separa dele

© DR

Aleteia Vaticano - publicado em 21/03/14

A mulher de Sergey Brin o abandona depois que estudos genéticos revelam a alta suscetibilidade do empreendedor à doença. Até onde vai o medo do sofrimento?

Doente? Adeus! Aconteceu com um dos homens mais ricos do planeta: Sergey Brin, co-fundador do Google, casado havia 6 anos com a bela e inteligente Anne Wojcicki, com quem tem dois filhos. Há cerca de seis meses, o casal está separado (Tgcom 24, 14 de março). Mas o que foi que quebrou o encanto?

Um exame de DNA

Por trás da separação, existe um teste de DNA realizado pelo laboratório de pesquisas genéticas 23andMe, que descobriu que uma mutação dos cromossomos expõe Sergey, com alta probabilidade, à doença de Parkinson. Esta seria a causa da separação. De acordo com os resultados da análise genética, restariam a ele “poucos anos sadios” de vida: cerca de uma década.

A mulher do Google

Esfumaça-se assim o relacionamento de Sergey com a mulher que, de certa forma, foi a alma do Google: o pai de Anne, o polonês Stanley Wojcicki, professor da Universidade de Stanford, esteve entre os "mentores espirituais" do próprio Sergey e de seu sócio Larry Page, quando os dois jovens empreendedores criaram a hoje gigantesca empresa de tecnologia. O Google foi fundado, aliás, na garagem da irmã de Anne, a atual vice-presidente do grupo, Susan Wojcicki.

O medo do sofrimento

A análise do DNA deveria servir para a prevenção e para o tratamento de problemas. Neste caso, parece que foi o exame que provocou o problema. Por quê?

Numa sociedade que tem medo da morte e do sofrimento, tenta-se apagar a dor, mesmo que seja uma dor futura e até incerta: se ela ocorrer, será daqui a dez anos. “Se”: afinal, não há nenhuma certeza absoluta. Dados os avanços da ciência, pode ser que amanhã seja descoberta a cura do mal de Parkinson. E agora mais um “se”: o que faria, neste caso, a ex-senhora Brin?

Tags:
Doençatecnologia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
2
Soutane de Jean Paul II/attentat
Marzena Wilkanowicz-Devoud
Onde está a batina manchada de sangue de João Paulo II?
3
Nossa Senhora de Fátima pede rezar o terço
Padre Reginaldo Manzotti
As 3 principais atitudes que Nossa Senhora de Fátima nos pediu
4
Irmã Lúcia, de Fátima, e o Papa São João Paulo II
Francisco Vêneto
O terço “funciona”, garante a Irmã Lúcia, de Fátima: ...
5
Philip Kosloski
5 revelações surpreendentes do “terceiro segredo” de ...
6
POPE AUDIENCE JUNE 26; 2019
Philip Kosloski
Quanto é o salário de um papa?
7
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia